Três candidatos disputam a prefeitura de Dionísio neste domingo

Dionísio – No próximo dia 1º de setembro, cerca de 7 mil eleitores de Dionísio MG,voltam às urnas em eleição suplementar para eleger prefeito e vice. A votação começa às 8h e vai até as 17h. A nova eleição ocorre em razão de a chapa eleita em 2016 ter sido cassada pelo TRE-MG pela prática de conduta vedada em período eleitoral e abuso de poder político.

Concorrem para o cargo de prefeito três partidos isolados. Pelo Partido Liberal (PL), Ailton Artuzo e Antônio de Oliveira, são os candidatos a prefeito e vice, respectivamente. Pelo AVANTE, os candidatos são Hermes Freitas da Costa, para prefeito, e Aparecida Pena Martins de Andrade, para vice. Pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), concorrem Francisco (Nando) Castro Souza Filho e Marciny Martins Pereira, para prefeito e vice. Todos os detalhes dos candidatos podem ser acessados pelo sistema Divulgação de Candidaturas.

Os candidatos eleitos, de acordo com Calendário Eleitoral, deverão ser diplomados até o dia 20 de setembro. Os prefeito e vice eleitos ficam no cargo até dezembro de 2020.

Em Dionísio são 29 seções eleitorais – sendo uma com acessibilidade -, distribuídas por seis locais de votação. Serão utilizadas 28 urnas eletrônicas. Para organizar os trabalhos nas seções eleitorais, serão necessários 112 mesários.

Para tirar dúvidas, o Disque-Eleitor atenderá no sábado (31) e no domingo (1º), das 8h às 18h.

MOTIVO

As novas eleições ocorrerão em razão de a chapa eleita em 2016, sendo prefeito Farias Menezes de Oliveira (PSL) e vice-prefeito Emídio Braga Bicalho (PP), ter sido cassada pelo Tribunal Mineiro pela prática de conduta vedada em período eleitoral e abuso de poder político. Às vésperas das eleições municipais de 2016, Frederico Coura Ferreira (então prefeito) e Emídio Braga (vice-prefeito reeleito) efetuaram doações de lotes à população carente de Dionísio, com conotação eleitoreira, revelando o abuso de poder econômico e político em prol das candidaturas dos ora cassados.

OUTRAS ELEIÇÕES

Em Minas, desde as Eleições 2016, outros 27 municípios já tiveram novas eleições para escolher prefeitos e vices. Em 2017: Alvorada de Minas, Ervália, São Bento Abade (março); Guaraciama (maio); Cristiano Otoni (junho); Canaã, Campo Florido, Santa Rita de Minas (julho); Ibiracatu, Jordânia, Santana da Vargem (novembro); Antônio Dias e Conceição do Rio Verde (dezembro). Em 2018, Campo Azul, Ibituruna e Santa Cruz (abril); Guanhães, Ipatinga, Pocrane, Itanhomi, Santa Luzia e Timóteo (junho). Em 2019, Juatuba (junho), Aguanil, Elói Mendes e Nova Porteirinha (julho) e Itabirito (agosto).

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *