sexta-feira, julho 19, 2024
DestaquesPolícia

Inquérito concluído: Suspeito é indiciado por feminicídio e tráfico de drogas em Ipatinga

IPATINGA – Em Ipatinga, no Vale do Aço, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu o inquérito instaurado para apurar a morte de uma mulher, de 34 anos, ocorrido no dia 28 de abril deste ano, no bairro Vila Celeste. Em razão desse crime, um homem de 29 anos, apontado como namorado da vítima, foi indiciado por feminicídio e tráfico de drogas.

Na ocasião dos fatos, o corpo da mulher foi encontrado com diversas lesões e marcas de aplicação de drogas injetáveis. Por meio de investigações, a PCMG apurou que a vítima manteve um relacionamento com o suspeito e, após um tempo, os dois decidiram morar juntos. No local, o homem passou a oferecer e a aplicar as drogas injetáveis na vítima, a qual não tinha vícios até então.

Ainda foi apurado que o suspeito submetia a mulher a constantes espancamentos, afastando os familiares dela, inclusive as duas filhas menores de idade, que tiveram que ser levadas por parentes. As lesões no corpo da vítima, segundo avaliações dos médicos legistas, demonstravam que ela vinha sofrendo agressões sucessivas e de forma muito violenta.

No dia do crime, o investigado teria ministrado uma dose substancial de drogas na vítima, espancou-a (deixando marcas de sangue nos dois andares da casa) e a esganou, apertando o pescoço da mulher com as mãos. Após a morte da vítima, o homem fugiu do local.

Levantamentos apontam que o homem teria cometido outro feminicídio, na cidade de São Paulo, em abril de 2021, ocasião em que a vítima foi esfaqueada diversas vezes pelo suspeito.

A PCMG concluiu as investigações e encaminhou ao Ministério Público, que ofereceu denúncia contra o investigado. O Poder Judiciário acolheu a representação PCMG e decretou a prisão preventiva do autor, que está foragido.

A Polícia Civil está à procura do suspeito e conta com a colaboração da sociedade para informar a localização do foragido. Os canais para informações quanto ao paradeiro do suspeito são o 197 (Polícia Civil), o 190 (Polícia Militar), o Disque-Denúncia Unificado 181 ou em qualquer delegacia da PCMG.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *