Prefeito de Santa Luzia altera a fila prioritária e se recusa a vacinar presos antes dos professores e motoristas

Os professores e motoristas já estão sendo vacinados na cidade.

SANTA LUZIAA Secretaria Municipal de Saúde da cidade de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), anunciou na última segunda-feira (24) o início da vacinação contra a COVID-19 para professores da rede pública e privada de ensino. O prefeito Christiano Xavier (PSD) alterou a fila prioritária na cidade e se recusou a vacinar a população carcerária antes dos trabalhadores das escolas e do transporte público.

O prefeito de Santa Luzia foi delegado da Polícia Civil por muitos anos e afirma que tomou a decisão por contra própria, mesmo a secretaria municipal de Saúde tendo o orientado para um possível questionamento do estado.

A vacinação dos professores está ocorrendo desde sexta-feira (21/5) e essa decisão foi contra a orientação do Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, que estabelece que os detentos deveriam ser vacinados contra a doença primeiro. Santa Luzia possui um presídio e uma Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) e conta com uma população carcerária de quase 500 pessoas.

Nesta quarta-feira (26/5) e quinta-feira (27/5) os motoristas de ônibus também serão imunizados com a primeira dose da vacina contra a COVID-19 em Santa Luzia. A assessoria de comunicação da prefeitura não divulgou o número de professores vacinados até o momento e quantas doses estão sendo destinadas para este público.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *