LMG-760 está em ritmo acelerado. A pavimentação está próxima do Parque do Rio Doce – Veja Vídeo

Depois da santinha: Este é um processo que antecede a imprimação (asfalto diluído) para receber a primeira camada de asfalto.

MARLIÉRIA – Os usuários da LMG-760 que aguardam pela pavimentação de 58 quilômetros que interliga as rodovias BR-381 à BR-262, estão acompanhando passo a passo, metro a metro do desenvolvimento da obra executada pela empresa Tamasa. A obra de pavimentação retomada em agosto do ano passado a partir do Distrito de Santo Antônio da Mata, na cidade de Marliéria, está em ritmo acelerado. Os trabalhos se dividem em várias etapas. Enquanto se asfalta, outros trechos estão sendo preparados. Já são quase 15 km asfaltado.

A pavimentação já ultrapassou a curva da santinha, podendo chegar na virada para o Parque ainda nesta semana.

A esperança da população e de um movimento que acompanham o desenvolvimento dos serviços é de que a rodovia potencializará o intercâmbio econômico entre cidades do Vale do Aço e da Zona da Mata Mineira. Além disso, na opinião do Movimento MG-760, o asfaltamento vai facilitar o escoamento da produção regional rumo ao mercado internacional, por meio dos acessos aos portos do Espírito Santo e do Rio de Janeiro.

Conforme explicou os coordenadores do Movimento MG-760 Asfalta Já, estão sendo investidos R$ 128 milhões, provenientes de repasse da Fundação Renova, recurso originado da compensação ambiental da tragédia de Mariana.

Segundo a coordenação, o desenvolvimento das obras muito tem agrado os transeuntes e as comunidades ao longo da rodovia. “As obras nesse segmento rodoviário favorecerão, ainda, as atividades econômicas relacionadas ao ecoturismo da região, visto que a LMG-760 oferecerá um acesso mais rápido ao Parque Estadual do Rio Doce, todas as cidades da região do Vale do Aço e Zona Mata, que possuem um turismo em franco desenvolvimento”, falou a coordenação, ressaltando que cada integrante do Movimento MG-760, cada transeunte e cada morador do entorno da obra, se tornaram fiscalizadores dos serviços.

VEJA O VÍDEO (Crédito: Almeida)

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *