Crime com requinte de crueldade. Morador de Timóteo é queimado no porta-malas de veículo

Marliéria – Sem confirmação oficial, o corpo de um homem, foi localizado no porta-malas de um veículo incendiado no município de Marliéria, na localidade conhecida como Salão Dourado, no distrito de Cava Grande. Fonte ligada ao JBN disse que existe suspeita de que o corpo seja de um morador da rua das Guianas, no bairro Santa Cecília, em Timóteo.

O crime foi registrado na noite de sexta-feira (26) depois de denúncias de disparos de arma de fogo na localidade. Em patrulhamento por Cava Grande, uma equipe da Polícia Militar recebeu informações dando conta que havia ocorrido disparos de arma de fogo na casa de P.V.S.S., de 29 anos, nas proximidades do campo de futebol do distrito.

A denúncia dava conta ainda que dois veículos, sendo um VW Gol modelo antigo um Fiat Tempra, saíram do local após os tiros. Os policiais foram ao local denunciado, mas nada de ilícito constatado inicialmente. A equipe voltou para o patrulhamento e passado um tempo, os militares foram informados sobre um carro em chamas na estrada do “Salão Dourado”, próximo à fazenda do Cota.

O veículo, um VW Voyage modelo antigo, possivelmente o tal Gol da denúncia, estava completamente destruído pelo incêndio, mas no interior do porta-malas estava o corpo de uma pessoa, cujo sexo não era possível se confirmar naquele instante. Com a placa do carro, uma equipe de Marliéria foi até o endereço do registro do veículo, contudo a pessoa informou que já havia vendido o Voyage para V.S.X., que mora em Timóteo.

APAGANDO PROVAS

Com denúncias de populares, os Policiais Militares foram até a residência onde estava A.O.S., de 43 anos, que alegou ter sido contratada para uma faxina no local. Porém, os policiais viram marcas de sangue, um projétil e um cartucho no chão, situação que deixou a mulher sem condições de mentir. Ela revelou que se encontrava no local juntamente com P.V. e um outro indivíduo quando chegou a vítima, moradora de Timóteo, no Voyage. Em pouco tempo houve uma discussão entre os três envolvidos e a mulher escutou pelo menos oito disparos de arma de fogo. Ela avistou a vítima caída no chão, quando o autor dos tiros, que seria um rapaz conhecido como “Vitinho” e outra pessoa colocaram o corpo do rapaz no porta-malas do Voyage.

O autor teria dito que iria comprar gasolina para incendiar o carro. O morador da casa, P.V., saiu em seguida e não foi localizado. Os policiais militares deram voz de prisão para a mulher por alterar o local do crime, área que também foi periciada pela Polícia Civil. O corpo da pessoa localizada no porta-malas foi removido ao Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga e até o momento sem identificação.

Com a colaboração do Diário do Aço

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *