Medidas adotadas em Timóteo começam a desacelerar os casos suspeitos do Covid_19

O prefeito de Timóteo Douglas Willkys, lamentou o apoio bastante limitado por parte do Estado e da União aos municípios da Região Metropolitana do Vale do Aço

Timóteo – As medidas adotadas pelo Município de Timóteo, como a suspensão das aulas e o isolamento domiciliar, entre outras, começaram a surtir efeito com a leve redução na evolução de novos casos suspeitos da Covid-19, transmissor do novo coronavírus.

Ao avaliar o histórico do surgimento de casos suspeitos em Timóteo a partir do dia 17 de março, cinco dias depois da criação do comitê de enfrentamento ao coronavírus e da adoção das primeiras medidas preventivas, percebe-se claramente a postura assertiva da Administração Municipal.

Oito dias após a decretação de emergência em saúde pública pela Prefeitura, a evolução do quadro de casos suspeitos foi bem menor entre os dias 24 e 25, com 146 e 155, respectivamente. Diferentemente do aumento de aproximadamente 120% entre os dias 23 e 25.

O crescimento exponencial de casos suspeitos em Timóteo entre 17 de março (4) até o dia 25 (155) – ver gráfico – reforça a decisão da Prefeitura em relação às medidas adotadas.

Entretanto, um agravante em toda essa situação é a demora por parte do governo do Estado em responder os testes encaminhados para a detecção do vírus. Sem uma dimensão exata do quadro, prefeitos e autoridades médicas precisam tomar decisões, muitas vezes “no escuro” e que priorizem a vida em razão da ausência de informações.

“Por meio do comitê de enfrentamento ao coronavírus entendemos que as ações que tomamos são duras, mas extremamente necessárias para evitar o colapso do sistema de saúde com a proliferação do novo coronavírus”, pontuou o prefeito de Timóteo Douglas Willkys, lamentando o apoio bastante limitado por parte do Estado e da União aos municípios da Região Metropolitana do Vale do Aço.

Embora os indicadores apontem uma leve desaceleração nos casos suspeitos em geral, especialistas apontam que o risco persiste. “É preciso continuar seguindo as recomendações e orientações médicas evitando aglomerações”, reforçou o prefeito. “Estamos em pleno momento de contágio comunitário, manter o cuidado é medida impositiva para preservar vidas”, comentou.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *