A quarta-feira será de comércio aberto em Ipatinga

Ipatinga – Conforme decreto municipal, expediente tem horário restrito, enquanto shoppings, academias, salões de festas e clubes de lazer devem continuar momentaneamente fechados, conforme orientação de Resolução estadual. Município aguarda chegada de kits para testes rápidos de Coronavírus, na próxima semana, a fim de ter números mais precisos para medir níveis de contaminação da doença.

Após uma reunião de mais de quatro horas e que terminou no início da noite desta terça-feira (7), no Fórum da Comarca, com a participação de representantes do Ministério Público e os prefeitos da Região Metropolitana do Vale do Aço, o Executivo de Ipatinga decidiu tomar novas medidas flexibilizadoras, respeitando os limites da Resolução 17 do Governo do Estado, para o funcionamento do comércio no município a partir desta quarta-feira (8). Os horários ainda são restritos e há orientações especiais a serem seguidas. A recomendação da Promotoria de Justiça foi de que a flexibilização ocorresse somente a partir do dia 13 de abril, mas com base em números positivos dos boletins epidemiológicos locais, o prefeito Nardyello Rocha resolveu antecipar a providência. A definição foi referendada em encontro do Comitê Gestor de Crise, inclusive com a participação de lideranças do comércio, e está sendo oficializada em decreto que será editado nas próximas horas.

“Graças ao isolamento social horizontal que estabelecemos providencialmente na cidade, logo nos primeiros sinais de avanço da pandemia no país, temos hoje uma curva de contaminação bastante achatada, com crescimentos de casos suspeitos de apenas 0,5% e 0,8%, respectivamente, nos dois últimos dias, o que é uma vitória muito grande em comparação com o salto de 172% de pessoas com sintomas da COVID-19 de um dia para o outro, na semana inaugural de registros na cidade. Hoje, no Estado, a média de crescimento dos casos suspeitos é de 8%. Em condições mais seguras, estamos agora flexibilizando o funcionamento dos estabelecimentos comerciais em condições e horários específicos, para proteger a economia local de consequências mais graves. Outro dado favorável é que muitas pessoas com casos sob investigação estão saindo da quarentena. Contudo, continuamos acompanhando os números e vamos inibir os excessos, caso as regras especiais não sejam observadas”, advertiu o prefeito Nardyello Rocha.

O Executivo ainda acrescentou que “a chegada de 1.700 testes rápidos gratuitos para identificação do Coronavírus, aguardada para a próxima semana, graças a doações feitas pelo Ministério Público e o empresário Altair Vilar, deverá nos dar um norte melhor sobre as condutas de saúde pública a serem seguidas de agora em diante. Torcemos para que os casos confirmados não subam a níveis preocupantes”.

Horários e restrições

Pelas regras definidas em novo decreto do Executivo de Ipatinga, fugindo dos horários em que normalmente há superlotação do transporte coletivo o comércio poderá funcionar de segunda a sexta-feira, de 10h às 16h, e também no sábado, de 9h às 13h. Contudo, devem permanecer fechadas, conforme a Resolução 17 do governo do Estado, todas as academias, além de Shoppings e também clubes de lazer. “Mesmo o Parque Ipanema, se continuar lotado como está (embora os quiosques já estejam fechados), deverá sofrer restrições”, anunciou o prefeito, ressalvando que os locais ainda impedidos de retomar suas atividades são regidos por uma determinação de esfera maior. “Se liberássemos todos os segmentos, sem exceção, correríamos o risco de ser judicializados”, explicou.

Ainda de acordo com o decreto, bares e restaurantes poderão funcionar, mas apenas com entregas, na porta ou por delivery. Nas lojas, a frequência de público deverá ser controlada com a presença de um cliente a cada 5 metros quadrados.

As feiras-livres itinerantes também estão liberadas para funcionamento, exceto para consumo de comidas e bebidas.

Cuidados redobrados

A secretária municipal de Saúde, Érica Dias, adiantou que, paralelamente, todas as providências já estão sendo tomadas pelo município, com a participação de cidades vizinhas pertencentes à microrregião, para montagem do Hospital de Campanha com capacidade inicial de 200 leitos e que funcionará nas dependências da Escola Estadual Canuta Rosa, no bairro Cidade Nobre, próximo ao Hospital Municipal. Como já foi informado, a medida é uma ação preventiva de grande alcance, visando à ampliação da estrutura de internação para a eventualidade de se confirmar o pico da doença no período de abril a maio, com risco de colapso do sistema de saúde existente. “Este não é momento para relaxamento. Com a flexibilização agora decidida, precisamos redobrar os cuidados. Os grupos de risco, sobretudo, precisam se precaver”, observou.

Membros do Comitê Gestor de Crise, as Polícias Militar e Civil endossaram a decisão do Executivo, salientando ainda a necessidade de uma fiscalização rigorosa junto aos estabelecimentos comerciais para inibir a desobediência de normas e o consequente agravamento das contaminações.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *