Prefeitura amplia período educativo do Estacionamento Rotativo Digital

IPATINGA – Embora já utilizado com naturalidade por muitos, a Prefeitura de Ipatinga estendeu até o próximo sábado (23) o período educativo relativo ao Estacionamento Rotativo Digital, implantado no dia 11 de março, para que os usuários continuem se adaptando às normas do sistema. A campanha de conscientização terminou no último sábado (16), mas atendendo a pedidos de motoristas, a Administração Municipal decidiu nesta terça-feira (19) ampliar o prazo.

Até o próximo sábado (23), será cobrado apenas o tempo em que o usuário permaneceu na vaga, após esgotados os 15 minutos de gratuidade. A utilização do estacionamento por 30 minutos custa R$ 1. São cobrados R$ 2 por hora e R$ 4 por duas horas. Quem não tiver acesso a celular ou preferir pode comprar os créditos em lojas credenciadas. Nos dois modelos, é emitido um comprovante de pagamento.

Já na segunda-feira (25), a Taxa de Regularização, prevista no Decreto 8.967 de 2018, que regulamenta o Rotativo no município, volta a ser cobrada, porém de forma gradativa.

Conforme previsto em lei, a Taxa de Regularização equivale a 20% do valor da Unidade Padrão Fiscal da Prefeitura de Ipatinga (UFPI), R$ 22,96. Nesta terça-feira (19), o prefeito Nardyello Rocha encaminhou um ofício à empresa vencedora do processo licitatório para gerenciar as áreas de Zona Azul solicitando que a tarifa seja aplicada de forma gradativa a partir da próxima segunda-feira.

Aplicação gradativa

Durante os primeiros 30 dias, quem não tiver quitar o valor relativo à vaga de estacionamento após os 15 minutos de gratuidade permitidos pagará uma taxa de R$ 10; a partir do segundo mês, o valor será de R$ 14; no 3º mês, R$ 18, e somente a partir do 4º mês é que Administração Pública aplicará o valor de R$ 22,96, previsto no decreto.

“Daremos toda a oportunidade ao motorista de estar regular. Eu fiz essa solicitação à empresa que presta o serviço e fomos atendidos. Essa forma gradativa vai entrar em vigor na segunda-feira, e até sábado permanece o período educativo. Precisamos lembrar que hoje o usuário pode ir ao Centro de Ipatinga e encontrar vaga sem muita demora, com todas as condições para fazer com tranquilidade as suas compras onde melhor lhe convier”, enfatizou o prefeito.

Créditos de estacionamento

Quem pagou a Taxa de Regularização no valor de R$ 22,96 tem o valor revertido em créditos de estacionamento, descontado o tempo de permanência na vaga. Quanto à pessoa que chegou a receber a notificação e não pagou por ela, a empresa do Rotativo dará baixa na taxa mediante pagamento de R$ 2, que corresponde a uma hora de estacionamento.

Nas duas situações, para regularizar o débito é importante que o usuário procure os monitores escalados para a fiscalização nas ruas ou o escritório da Zona Azul, que fica na avenida Zita de Oliveira, 294, no Novo Centro.

Nardyello Rocha lembra que a chamada Taxa de Regularização foi uma situação intermediária criada para evitar que o motorista seja penalizado imediatamente com a multa de R$ 195,23, mais cinco pontos na carteira, como ocorria nos governos anteriores. “O objetivo do Estacionamento Rotativo não é penalizar o usuário, mas assegurar uma utilização ordenada das vagas em benefício de todos e evitar que o motorista seja penalizado diretamente com a multa grave. Diferentemente dos anos anteriores, hoje, o usuário tem a opção de regularizar a situação em até 3 dias úteis e pagar somente a Taxa de Regularização antes que a infração vire uma multa grave”, esclareceu o prefeito.

Gargalo

De acordo com estudos feitos pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), cerca de 70% das vagas do Centro de Ipatinga (1.430) eram usadas por quem trabalha no Centro. A falta de rotatividade gerou inúmeras reclamações e pedidos por parte de motoristas e entidades que representam o comércio para que Administração Municipal tomasse uma providência o mais rápido possível.

No ano passado, a Prefeitura de Ipatinga pôs fim ao gargalo ao licitar uma empresa para prestar o serviço do Rotativo na cidade. “Enquanto o processo de licitação transcorria, nós recebemos inúmeras reclamações porque no Centro não tinha lugar de parar. O

cliente ficava rodando sem achar lugar e, na maioria das vezes, ia embora. Após encerrar o processo licitatório, partimos para a implantação do sistema digital, e o que observamos hoje é um trânsito menos conturbado, onde o motorista pode facilmente achar uma vaga para estacionar”, observa o prefeito.

Como adquirir o ticket

O ticket de estacionamento pode ser adquirido de quatro formas: baixando o aplicativo da Central Park no celular; indo diretamente ao escritório da Zona Azul, na avenida Zita de Oliveira, 294, no Novo Centro; recorrendo às 38 lojas credenciadas ou aos monitores identificados que ficam espalhados pelo Centro.

 

Compartilhe em suas redes sociais

2 thoughts on “Prefeitura amplia período educativo do Estacionamento Rotativo Digital

  • 20 de março de 2019 em 12:06
    Permalink

    Ficou muito bom
    Parabéns, antes eu não achava vaga, tinha que parar longe do local que iria realizar compras…

    Resposta
  • 20 de março de 2019 em 12:07
    Permalink

    Ficou muito bom
    Parabéns, antes eu não achava vaga, tinha que parar longe do local que iria realizar compras… Ficava só rodando

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *