GREVE: Prefeitura de Ipatinga ameaça decretar “estado de emergência” na saúde

IPATINGA – Em um comunicado emitido nesta segunda-feira (25), a Prefeitura Municipal de Ipatinga informou sobre a paralisação dos servidores que atingiu parte dos serviços de saúde na cidade, conforme convocação feita pelo Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Ipatinga (Sintserpi).

Na nota, a Prefeitura ameaça decretar “estado de emergência” com o objetivo de realizar a contratação imediata de servidores para atender o setor.

A íntegra da nota da PMI é a seguinte:

Apesar das condições econômicas adversas, já relatadas repetidamente à liderança da categoria, alguns funcionários públicos da área da Saúde não cumpriram sua escala de trabalho, nesta segunda-feira (25), aderindo à paralisação estimulada pelo sindicato.

Um plano emergencial foi definido pelo governo municipal para a UPA, o Hospital e a Policlínica, de modo que os munícipes não sejam prejudicados pela eventual ausência de servidores em seus postos de trabalho. Dentro dos limites possíveis, a Administração atua para que haja a preservação da saúde dos usuários.

Caso seja necessário, o Executivo Municipal decretará estado de emergência, visando à contratação imediata de servidores para suprir as necessidades das unidades municipais.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *