Na Capital do Inox, uma histórica Biquinha pede socorro

TIMÓTEO – Enquanto se discute nas entranhas do poder a questão da aplicação dos recursos do Fundo do Meio Ambiente apenas para fazer vídeos e publicar em facebook, providências de fato não são tomadas para conservar as nossas nascentes ainda perenes.

A irresponsabilidade das autoridades com as questões ambientais no município de Timóteo deveria ser caso de polícia, de investigação e punição por parte do Ministério Público. Com certeza, um ou dois dias de atenção do poder público acalentaria o sofrimento desta histórica nascente.

As fotos do repórter do JBN retratam o descaso das autoridades do município com a histórica Biquinha, que teimosamente se mantém perene na Rua José Moreira Bowen, na sede do município de Timóteo, na Capital do Inox, que acaba de completar 53 anos. A Biquinha está atolada em um lamaçal e desaparecida no matagal. A nascente pede socorro silenciosamente.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *