Exoneração do Ministro do Turismo Álvaro Antônio, pode melar a posse do suplente e fabricianense Enéias Reis

REDAÇÃO – O portal G1 deu destaque na manhã desta quarta-feira (6) ao ato do presidente Jair Bolsonaro, que exonerou o deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), do cargo de ministro do Turismo. O decreto foi publicado na edição desta quarta-feira (6) do “Diário Oficial da União”.

De acordo com a assessoria do ministro, ele foi exonerado da pasta para poder tomar posse no cargo de deputado. Parlamentares eleitos têm até 60 dias para tomar posse.

Antônio é um dos quatro ministros de Bolsonaro que também é deputado e o único que ainda não havia sido exonerado pelo presidente para tomar posse no mandato de parlamentar. Ele também é o único dos 513 deputados eleitos em 2018 que não compareceu à cerimônia de posse no dia 1º deste mês. Na ocasião, a assessoria do ministério afirmou que ele estava de licença médica.

Os outros três ministros – Onyx Lorenzoni (DEM-RS), da Casa Civil; Tereza Cristina (DEM-MS), da Agricultura; Osmar Terra (MDB-RS), da Cidadania – foram exonerados para tomar posse e já foram nomeados novamente.

Nesta manhã, o ministro afirmou em rede social que retomará as atividades no ministério nesta quinta-feira (7). “Em tempos de fake news, importante avisar: hoje tomo posse na Câmara dos Deputados e amanhã retorno as atividades frente ao Ministério do Turismo”, disse Marcelo Álvaro.

FORO PRIVILEGIADO

Na visão de alguns cientistas políticos, tudo isso pode ser uma jogada para o ministro ganhar foro privilegiado. Álvaro Antônio, tinha certeza de que seria ministro até o final do mandato de Bolsonaro ao desprezar a posse de deputado federal. Agora, como anda na corda bamba, após uma avalanche de denúncias, vai tomar posse no cargo de deputado, se afasta e retorna ao Ministério do Turismo com apoio de Sérgio Moro.

SUPLENTE

Vereador Eneías Reis

No lugar de Álvaro Antônio na Câmara Federal estava se preparando para tomar posse na qualidade de suplente, o vereador Fabricianense, Enéias Reis, que já pediu licença do cargo. Na sessão ordinária da Câmara realizada ontem (terça-feira), o suplente de Enéias Reis, Eugênio Pascelli, participou da primeira sessão.

O suplente Eugênio Pascelli, em conversa com alguns parlamentares, mostrou disposição para reivindicar o mandato em definitivo, visto que no seu entendimento o processo do pedido de afastamento Enéias Reis,  foi encaminhado errado. Ele (Pascelli) entendi que o vereador titular teria que se desligar em definitivo da Câmara de Vereadores. O vereador Enéias não foi encontrado para falar do assunto.

 

Íntegra do decreto de exoneração:

DECRETO DE 5 DE FEVEREIRO DE 2019

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,caput, inciso I, da Constituição, resolve EXONERAR MARCELO HENRIQUE TEIXEIRA DIAS do cargo de Ministro de Estado do Turismo.

Brasília, 5 de fevereiro de 2019; 198º da Independência e 131º da República.

JAIR MESSIAS BOLSONARO

Sérgio Moro

A exoneração trata de Marcelo Henrique Teixeira Dias, mas ele é conhecido por Marcelo Álvaro Antônio.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *