Consórcio Fabri Fácil começa a cumprir acordo e coloca um ônibus novo em circulação

Fabriciano  – O consórcio Fabri Fácil, responsável pelo transporte público, começa cumprir o acordo feito com a Prefeitura de Coronel Fabriciano em junho desse ano e implantar as melhorias no serviço. Nesta segunda-feira, 11, o consórcio recebeu novo veículo, equipado com ar condicionado e adaptado para cadeirantes.

Com isso o valor da passagem será mantido em R$ 4,10, conforme o Decreto 6.876, de 7 de junho de 2019. O prefeito Dr. Marcos Vinicius esteve na sede da empresa para conferir o cumprimento desta e outras melhorias.

“No último dia 25 de outubro, notifiquei e dei um ultimado para que o consórcio Fabri Fácil cumprisse as condicionantes e os prazos acordados, e caso não cumprisse reduziria a passagem para R$ 3,80. Hoje estou aqui para certificar que o novo ônibus chegou e será colocado a serviço da população de Fabriciano de imediato. Em dezembro está previsto a entrega do quarto veículo. E se não chegar ou houver novo atraso, vou notificar o consórcio novamente e a passagem vai retornar para o preço antigo”, afirmou o prefeito de Fabriciano.

Integração

O sistema de integração física que funciona no antigo terminal, próximo ao Senac, que seria extinguindo continuará funcionando normalmente. Os passageiros que não quiserem ir ao espaço, também poderão fazer a integração por meio cartão eletrônico (Cartão Fabri Fácil). Além disso, foram instalados os GPS em todos os veículos da frota, com objetivo de facilitar o controle dos horários, e wi-fi gratuito para os passageiros durante a viagem.

A renovação e climatização com ar condicionado dos ônibus e, manutenção da idade da frota entre 0 e 10 anos, com substituição de veículos a cada 90 dias foram algumas condicionantes para autorizar o reajuste da tarifa de R$ 3,80 para R$ 4,10. O prefeito Dr. Marcos Vinicius, que já notificou as empresas por duas vezes, afirma que continuará a cobrar o cumprimento integral tanto do Decreto 6.876/2019 quanto o Contrato 451/2012, que renovou a concessão do serviço assinado pelo governo anterior.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *