Professores de Timóteo decidem por operação tartaruga. Greve não está descartada

TIMÓTEO – O estado de greve dos servidores da rede municipal de ensino de Timóteo permanece. A decisão foi tomada em assembleia da categoria nesta terça-feira (3), na sede do Sindicato dos Servidores Públicos – Sinsep.

A assembleia foi realizada após reunião dos representantes dos professores e do sindicato com a administração. Com a decisão da assembleia, fechou-se a seguinte questão: aula nesta quarta-feira (4) para avisar aos alunos que na quinta-feira (5) haverá operação tartaruga e aula até a hora do recreio. Em seguida, haverá concentração a partir das 16h na Praça do Coreto e panfletagem no Centro Comercial da Alameda 31 de Outubro.

O JBN apurou que os professores estão programando  para sexta-feira (6), na parte da manhã, uma paralisação das atividades e concentração a partir das 9h em frente à prefeitura, onde aguardarão um parecer da administração do reivindicado em reunião com a comissão nomeada pelo Executivo. Na mesma sexta-feira, a categoria fará uma assembleia para definir o rumo do Estado de Greve.

PAUTA

A pauta de negociação dos professores encaminhada a administração e que vem sendo exaustivamente discutida em assim composta:

  1. Cumprimento da lei 11738/08 que fixa o Piso Nacional do Magistério;
  2. 1/3 da carga horária para atividades extraclasses;
  3. Revisão do Plano de Carreira e Estatuto do Magistério;
  4. Revogação do Decreto 4971 de 31 de dezembro de 2017 que reduz o salário de professores;
  5. Eleição de Diretor conforme lei 3527 de 7 de fevereiro de 2017;
  6. Prorrogação do concurso pelo prazo de 2 anos conforme previsto no Estatuto do Magistério, no Edital 001/2014 e na Constituição Federal.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *