Ipatinga avança na implementação da Base Nacional Comum Curricular

IPATINGA – Cerca de 800 professores da rede municipal de ensino de Ipatinga participam até esta terça-feira (11), no auditório da Faculdade Pitágoras, no bairro Horto, do curso de formação para a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A Base é um documento que funcionará como referencial descritivo de conteúdos e saberes a serem trabalhados em cada ano e segmento da Educação Básica, nas escolas brasileiras, definindo quais conteúdos devem ser repassados e o que é desejado que os estudantes saibam após cada etapa de aprendizado.

O curso é uma parceria da Prefeitura de Ipatinga com o Sistema de Ensino Aprende Brasil e é ministrado pela PhD em Educação, doutora Zita Lago.

Presente na capacitação, o assessor pedagógico da Secretaria de Educação de Ipatinga, Riler Scarpati, detalhou a importância desta etapa de implementação do documento no município.

bncc

‘A ideia é construirmos um trabalho pedagógico contínuo no ensino infantil e fundamental, cuidando para que não haja ruptura nas práticas de ensino’, enfatizou Riler

“Ao olharmos para o futuro, daqui a 20 anos, e vislumbrarmos qual cidadão queremos formar precisaremos analisar, principalmente, qual currículo escolar dará a melhor base para a formação desse cidadão. A ideia é construir um trabalho pedagógico contínuo no ensino infantil e fundamental, cuidando para que não haja ruptura nas práticas de ensino”, explica.

Já a secretária de Educação de Ipatinga, Eva Sônia Rodrigues, ressaltou que “este momento de implementação da BNCC oportuniza aos coordenadores pedagógicos, diretores, professores e toda a classe de educadores, a discussão coletiva de uma agenda em defesa da educação pública de qualidade, respeitando as diversidades dos sujeitos sociais. Este é um trabalho que visa a superação, a inovação e a transformação da Educação do nosso município”, enfatiza.

Documento normativo
A BNCC possui um conjunto de 10 competências gerais que precisam ser reproduzidas de forma integrada às habilidades curriculares, durante toda a educação básica. As competências foram definidas a partir dos direitos éticos, estéticos e políticos assegurados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais e de conhecimentos, habilidades, atitudes e valores essenciais para a vida. Desta forma, os direitos da pessoa humana estarão garantidos de acordo com a constituição brasileira.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *