Vereadores de Timóteo votam reajuste dos próprios salários

TIMÓTEO – Nesta quinta-feira (1), durante sessão Ordinária da Câmara Municipal de Timóteo, entre os projetos apreciados e aprovados pelo plenário da Casa Legislativa encontrava-se o Projeto de Resolução 453 de 1º de Fevereiro de 2018 que “Dispõe sobre a revisão geral anual da remuneração dos subsídios dos agentes políticos do Município de Timóteo e dá outras providências”, de autoria da Mesa Diretora. Na prática o projeto trata de reajustar o salário dos parlamentares em 2,07%.

Atualmente o parlamentar na cidade de Timóteo recebe o subsídio mensal de R$ 7.560,33. A atualização dos valores conforme perda da inflação está prevista em lei. No caso de Timóteo deverá representar um ganho mensal de cerca de R$ 156,50 para cada parlamentar, um custo de mais de R$ 30 mil ao ano, considerando os encargos que serão impactados com a medida.

Divergências
Na última vez que um projeto desta natureza entrou em votação no plenário da Casa Legislativa foi motivo de amplas divergências entre os parlamentares da época. Em dezembro de 2016 a resolução 374/2016 foi aprovada com duras criticas de grande parte da sociedade timotense e voto contrário de 4 vereadores opositores a proposta de aumentar os salários em 11,26% retroativos ao mês de janeiro do mesmo ano. Na época um dos defensores da proposta era o atual presidente da Câmara Adriano Alvarenga (PMB), que argumentou junto aos órgãos de controle que questionavam a medida como o Ministério Público.

Leia mais: Câmara aprova recomposição de 11,28% para os vereadores

Compartilhe em suas redes sociais

One thought on “Vereadores de Timóteo votam reajuste dos próprios salários

  • 3 de março de 2018 em 21:01
    Permalink

    Só pensam em interesses próprios. Ser Político no Brasil foi considerado o melhor emprego do mundo. Lamentável.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *