PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA: Câmara de Fabriciano realiza audiência pública

FABRICIANO (Fotos PCReis)– Atendendo ao requerimento do vereador Cristiano do Cais, o presidente da Câmara de Coronel Fabriciano, Luciano Lugão, convocou para esta sexta-feira (16), no plenário do Legislativo, audiência pública com o tema “Um fenômeno social”. O objetivo foi discutir as causas que incentivam as pessoas a viverem na rua e elaborar medidas de inclusão de direitos sociais. A Secretaria de Governança de Assistência Social participou do evento. O vereador autor do requerimento presidiu os trabalhos.

A mesa dos trabalhos foi composta pelo vereador Cristiano do Cais; Everton Campos – Secretário de Governança Política representou o prefeito Marcos Vinicius; Patrícia Dias – Secretária de Governança de Assistência Social; Marlucy Ângela – Gerência de Proteção Especial; Vânia Coelho – Representante do Centro Pop; Capitão Aley Sanderson – 58ª Cia de Polícia Militar. A audiência pública também contou com a presença de entidades locais que buscam parcerias  com o Centro Pop; o presidente da Câmara Municipal, vereador Luciano Lugão; o vereador Thiago Lucas; a vereadora Carmem do Sinttrocel; o major Capelão Nilson – representante da Capelania Unicey; Paulo Domingos – representante das Pessoas em Situação de Rua; doutor Ricardo Silvestre – palestrante.

ESCOLHA DO TEMA

O tema foi escolhido para pautar e propor adequações no código de posturas do município, que atualmente não tem artigos que regem exclusivamente os direitos desse público. O professor e doutor em serviço social da Faculdade Federal de Ouro Preto, Ricardo Silvestre, foi convidado para falar sobre a contemporaneidade das cidades que está diretamente ligada ao fenômeno social das pessoas em situação de rua.

IMPORTÂNCIA DO CENTRO POP

Paulo Domingos, que frequenta o Centro Pop e outros projetos da Assistência Social há vários anos, falou sobre a qualidade dos serviços oferecidos e a importância da audiência.  “Sempre fui muito bem atendido no Centro Pop e quando precisei tirar documentos e comprovantes. Mas, além disso, buscamos um emprego que nos dê a oportunidade de nos mantermos por conta própria, e essa é uma das parcerias que estamos propondo junto à administração,” afirma.

Centro Pop

Segundo a Secretária de Governança Social, Patrícia Dias o município oferece um equipamento exclusivo para atendimento de pessoas em situação de rua, que é o Centro Pop. Porém, as secretarias precisam trabalhar juntas para criar medidas, proteger e lidar com as pessoas, pois muitos veem o município como casa. “Precisamos dar condições para que essas pessoas vivam com dignidade. Buscamos também revisar nosso código de posturas que é 1995; nessa época a pessoa em situação de rua não era uma questão discutida, então precisamos atualizar o código para prever situações de acompanhamento desses cidadãos”, disse.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *