Embromação, mentiras e falta de compromisso. Obras da MG-760 são paralisadas por falta de pagamento

MARLIÉRIA – O Movimento MG-760 Asfalta Já, denunciou na manhã desta terça-feira (15), que as obras de pavimentação da MG-760, rodovia que liga o Vale do Aço á Zona da Mata, estão a passos de tartaruga e envolvidas em muita mentira e embromação. No decorrer desta semana, as obras foram paralisadas por falta de pagamento á empreiteira. Operários e fornecedores são os que mais sofrem com a falta de pagamento.

Segundo informou a coordenação do Movimento, já há algumas semanas, após uma fiscalização pontual de uma equipe do Movimento ao canteiro de obras e na estrada, foi percebido que máquinas, homens e caminhões diminuíram o ritmo de trabalho, o que levou a coordenação do Movimento até o DEER/MG.

Junto ao DER fomos informados no inicio do mês de abril que o cronograma da obra estava em dia, que a empresa estava recebendo e, que deveria acelerar o processo a partir da estiagem. Coisa que não aconteceu e agora veio à paralisação. “É muita mentira para fazer o tempo passar”, disse a coordenação do Movimento.

“Se não fosse a inoperância da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Obra, indicada pelo deputado Celinho do Sinttrocel, que deixou de fora a representação do Movimento MG-760, Asfalta Já, as coisas poderiam ter tido um rumo diferente em termos de informações mais confiáveis e corretas, visto que tal comissão foi formada por vários prefeitos da região e não atua”, lembrou Paulo César Reis.

FALTA DE DINHEIRO

No DEER/MG o “Movimento MG-760” descobriu que a obra está sendo tocada até o momento com os primeiros R$ 20 milhões e que não há nenhum outro recurso alocado. O anúncio do deputado Celinho do Sinttrocel de um recurso da ordem de R$ 50 milhões através de uma emenda à Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício 2018, direcionada para as obras da MG-760, não tem possibilidade de ser liberada, visto que o governo do estado já paralisou várias obras por falta de orçamento. Ainda, mesmo se a verba Orçamentária for liberada, ela poderá ser deslocada para qualquer outra obra em andamento.

SAIBA MAIS:

Emenda parlamentar destinará R$ 50 milhões para a MG-760 em 2018

Outra informação que está preocupando a coordenação do Movimento MG-760 é que o cronograma da obra termina no próximo mês de agosto. “A falta de  compromisso do governo do estado para com o empreendimento tem gerado reclamações por parte dos usuários da rodovia, já que havia a perspectiva de que o ano de 2018 tivesse começado com mais pelos menos 6 quilômetros asfaltados, o que acabou não acontecendo até o momento”.

“Meus pais residem no Distrito de Conceição de Minas, na cidade de Dionísio, passo por esta estrada com bastante freqüência. E quando falou que iria pavimentar, a gente teve bastante esperança de que as coisas pudessem melhorar, até porque é uma estrada com bastante movimento. Quando as obras começaram, teve transtornos, mas a gente suportava porque sabia que em pouco tempo haveria melhorias. Só que meses estão passando e o que a gente observa é uma obra deixada para trás”, coloca o motorista Genival da Silva.

Uma fonte ligada ao governo estadual informou na tarde desta terça-feira (15), que a  empresa responsável pelas obras comunicou que iria paralisar os serviços por falta de pagamento, porque não receberam os valores que eram devidos pelo Governo do Estado. “Por conta disso, eles paralisaram os trabalhos até que esse dinheiro seja recebido”, informou a fonte.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Um comentário em “Embromação, mentiras e falta de compromisso. Obras da MG-760 são paralisadas por falta de pagamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *