Timóteo já respira o clima de nova eleição para o cargo de prefeito

TIMÓTEO – Com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral que cassou o mandato do prefeito Geraldo Hilário Torres (PP) em Brasília nesta quinta-feira, dia 3 de maio, e com a comunicação ao TRE/MG nesta sexta-feira (4), e a convocação de novas eleições no mês de junho, começa a movimentação política nos bastidores do município de Timóteo de pretensos pré-candidatos, no qual os nomes começam a aparecer nesse novo cenário político.

Com a previsão da eleição suplementar para o próximo o mês de junho, diversas lideranças já estão se reunindo para escolherem nomes de consenso para serem lançados como pré-candidato em convenções municipais.

A justiça Eleitoral de Timóteo ainda não recebeu a comunicação oficial da decisão do TSE. Como o Cartório Eleitoral permanece em plantão neste sábado e domingo, fica a expectativa da possibilidade do recebimento do comunicado do TRE para a posse imediata do presidente da Câmara, vereador Adriano Alvarenga.

Com a saída de Adriano para ocupar a cadeira do Poder Executivo, a sucessão da Câmara ficará com o vice-presidente, Luiz Perdigão. Também assume uma cadeira na Câmara, o suplente imediato de Adriano, Kiko Silveira, do PPS.

Em discurso para mais de 300 servidores na quinta-feira, o  prefeito Geraldo Hilário Torres disse que vai aguardar a comunicação o desenrolar da situação. “Vamos aguardar e cumprir o que determinará o TSE”, resumiu Hilário, afirmando que dentro das possibilidades jurídicas, também se coloca como pré-candidato as eleições extemporâneas.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *