DESCASO DAS AUTORIDADES: Fechamento dos Correios no Centro Sul de Timóteo, revolta população

TIMÓTEO (Fotos PCReis) – A foto que você está vendo acima foi feita às dez horas da manhã desta terça-feira (10), na regional Sul, sede da cidade de Timóteo. Trata-se da única Agência dos Correios que atende mais de 30 mil moradores que permanece fechada há mais de dois meses, quando a mesma foi assaltada por bandidos armados de facões. Os motivos reais do fechamento não está claro para a população, que para postar uma correspondência precisa fazer um deslocamento de 12km ida e volta ao Centro Comercial da Alameda 31 de Outubro, no Centro Norte da cidade.


O que se sabe é a agencia já foi assaltada várias vezes e que na data do assalto a polícia fechou o cerco e prendeu 03 pessoas acusadas de praticar o crime. Contudo, já se aproxima três meses do fechamento da agência. A população reclama, sobretudo, nas redes sociais e considera um descaso com a população de 86 mil moradores de Timóteo, no momento em que o município se prepara para comemorar os seus 54 anos  de existência.

Vale ressaltar, que há dois anos Timóteo possuía três agências dos Correios. No Distrito de Cachoeira do Vale os trabalhos foram encerrados e não se fala mais no assunto. Mais de 10 mil moradores ficaram sem os serviços dos correios. Agora, a conta gotas, chegou à vez da sede do município – Centro da Cidade, perder silenciosamente um ótimo posto de serviço.

DESLOCAMENTO DE 12 km

A população de Timóteo que ultrapassa 30 mil habitantes precisa se deslocar 12 km para realizar transações postais e bancárias, fato que empobrece cada vez mais o comércio do Centro Sul da Cidade. O fechamento da agência dos correios gerou turbulência para a população, uma vez que os aposentados utilizavam a referida agência para receber seus proventos.

Para a senhora Lucília Gonzaga, aposentada, o problema está relacionado com as autoridades municipais: “Prefeito, vereadores onde estão? Timóteo tem esse tipo de autoridade? Eu nunca vi; não conheço nenhum; meu amigo, nossa cidade está à deriva como um barco que navega ao sabor do vento”. Dessa forma, a população continua a esperar a solução de mais uma situação difícil.

Lúcio Antônio, autônomo, falou que os Correios também tem parcela de culpa. “Uma organização tão rica deveria manter em cada agência um segurança. Para fazer economia querem transferir essa responsabilidade para o município”, declarou o autônomo, indicando que em uma situação deste tipo se descobre também a fragilidade “das nossas autoridades”. “Estamos penando sem este correio”, frisou.

Tentamos falar com a coordenação regional dos Correios, mas não tivemos resposta até o fechamento desta edição.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *