Carreta atola na Rua 4 no Bairro Alegre. Obras na Avenida Alexandre Torquetti iniciam nesta sexta-feira

TIMÓTEO – A preocupação dos moradores do Bairro Alegre, com o trânsito pesado transferido da Avenida Alexandre Torquetti, para a Rua 4, nesta quinta-feira (22) ficou ainda maior. Por volta das 15h,  uma carreta que transportava uma grande peça industrial afundou na via, tumultuou o trânsito e causou transtornos para quem seguia sentido Bairro Santa Maria. Uma das rodas dianteiras do veículo ficou atolada. Para a retirada do caminhão do local foi preciso usar um guincho.

Todo o trânsito de mão única que até então era feito pela Rua 4 sentido Timóteo, foi virado para a Rua 7, aonde o trânsito vinha sendo feito também em mão única sentido Bairro Eldorado para o Bairro Santa Terezinha. Sem a presença da Polícia Militar ou de agentes de trânsito da PMT, os motoristas permaneceram desorientados diante da situação.

ENTENDA

Essa confusão no trânsito no Bairro Alegre teve inicio no último dia 5, em decorrência do rompimento da adutora da Companhia de Saneamento de Minas Gerais, que causou o afundamento na Avenida Alexandre Torquetti. Para tanto, foi necessário transferir o trânsito para as Ruas 4 e Sete, dentro do Bairro Alegre, até que as intervenções sejam realizadas.

INTERVENÇÕES DA PREFEITURA

As intervenções para corrigir o desmoronamento que provocou uma cratera na avenida Alexandre Torquetti (antiga avenida dos Rodoviários), próximo ao número 800, terão início nesta sexta-feira. Com a intensidade da chuva, houve infiltração no terreno sob o asfalto que acabou cedendo acarretando num buraco de mais de cinco metros de profundidade. Por questões de segurança e para não agravar o problema, a prefeitura interrompeu o trânsito de veículos no local.

Um imóvel que estava construído às margens do córrego que corta o bairro teve parte da sua estrutura derrubada. O local foi interditado pela Defesa Civil e seção de Posturas da prefeitura, haja vista que o prédio que estava sendo construído local não possuía licença.

Nesta quinta-feira (22), o prefeito Douglas Willkys, acompanhado do secretario de Obras, Sérgio Martins, e dos vereadores Binha, Ivair, Alexandre Maria, Tibata e Luiz Perdigão, estiveram no local para conversar com os moradores e anunciar as intervenções.

Para realizar os serviços o Município realizou  processo de dispensa de licitação por se tratar de uma obra emergencial. Dentre as três empresas que participaram do procedimento a Oliveira Ribeiro venceu com o menor preço. A obra está orçada em R$ 57 mil e prevê a remoção de entulho, o escoramento da adutora da Copasa que passa pelo local, contenção e estabilização de talude com rip-rap, recomposição e pavimentação da via.

Durante a conversa com os moradores, o prefeito Douglas Willkys pediu a compreensão, haja vista que serão necessários entre 15 e 20 dias para a conclusão dos serviços se o tempo estiar.

 

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *