Improbidade administrativa é tema de Seminário de Gestão da SRE

IPATINGA – A importância de desenvolver nos gestores escolares diferentes competências, como financeiras, pedagógicas e administrativas, além de destacar os aspectos atuais e relevantes da Lei de Improbidade Administrativa foram os principais assuntos tratados na abertura do Seminário de Gestores, que está sendo realizado pela direção da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Coronel Fabriciano. O evento, que tem como um dos parceiros a 72ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Ipatinga), na terça-feira (20), no auditório da Escola Estadual João Walmick, no bairro Vila Ipanema, em Ipatinga, e prosseguirá nesta quarta-feira (21) com uma série de palestras.

Edivânia de Lana, Eduardo Figueredo, a vereadora Cassinha Carvalho

A adoção de uma visão sistêmica, de acordo com Edvânia de Lana Morais Andrade, diretora da Superintendência Regional de Ensino, é essencial para o gestor público. “Por mais que a gente trabalhe e acumule saberes, esse conhecimento precisa permitir a resolução de problemas dentro de uma estrutura de tomada de decisão. Portanto, devemos incentivar a convivência democrática por meio do diálogo dentro das escolas”, ressaltou a diretora, discursando para um público de aproximadamente 150 pessoas formado por diretores de escolas, inspetores escolares e representantes da SRE.

Para o advogado e professor Jorge Ferreira da Silva Filho, especialista em Direito Processual, ex-diretor da OAB Ipatinga e atual diretor do Instituto dos Advogados de Minas Gerais (IAMG), a Lei de Improbidade Administrativa torna os gestores públicos mais competentes. “A norma enquadrou práticas de mau uso de dinheiro público e impôs sanções aos agentes envolvidos com tudo, principalmente com a gestão. Na verdade, profissionalizou a gestão e marcou a moralização pública. Com isso, a atuação dos gestores no contexto escolar e os serviços públicos passaram a ser prestados com maior qualidade e eficiência”, afirmou Jorge Ferreira, acompanhado do advogado e presidente da OAB Ipatinga, Eduardo Figueredo.

A mesa de autoridades foi composta ainda pela vereadora Cassinha Carvalho; Inara Viana Teixeira, assessora Pedagógica da Diretoria Educacional da SRE; Arlene Coura, diretora da Diretoria de Pessoal da SRE; e Maria Aparecida Salles de Almeida, representante das Escolas Estaduais pertencentes à Superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *