domingo, julho 21, 2024
DestaquesMeio Ambiente

Termo de Comodato da Arcelor Mittal com Fabriciano garante Parque Ambiental na área Mata da Biquinha

FABRICIANO – Nesta segunda-feira, 5/6, a empresa Arcelor Mittal cedeu em regime de Comodato ao município de Coronel Fabriciano a cessão da Área de Preservação Ambiental (APA) da Mata da Biquinha. A assinatura do documento, na data simbólica, é um marco social e ambiental da empresa para a população da cidade, inclusive para as gerações futuras.

A proposta do município, já apresentada em audiência pública, é criar um Parque Ambiental dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) da Mata da Biquinha, única unidade de conservação dentro do perímetro urbano de Fabriciano, protegida pela Lei Municipal Lei 4.028/2015 com 362,5 hectares e vegetação nativa em regeneração e abrigo de pequenos animais silvestres trilhas, cachoeiras e nascentes.

“Para nós é motivo de alegria dar início aos trabalhos para viabilizar um Parque Ambiental, um ambiente estruturado e seguro para trilhas, caminhadas e educação ambiental”, resumiu o gerente de Meio Ambiente da Arcelor Mittal, Alberto Luiz Bernardo. “É um momento de orgulho, pois reafirma a parceria de longa data e reforça o nosso compromisso com o meio ambiente e sociedade como um todo”, completa a gerente de patrimônio da empresa Arcelor Mittal, Natália Vieira.

 Além do prefeito Dr. Marcos e do vice-prefeito Sady Lucca e de representantes da Arcelor, na solenidade estavam presentes secretariado municipal, membros do CODEMA, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental, Ministério Público Ambiental e do terceiro setor, como grupo de Escoteiros e a ONG Amigos da Biquinha.

 PARQUE AMBIENTAL 

O projeto do Parque Ambiental contempla 118 hectares, sendo 18 mil m² de área de convivência com espaços multiuso, de lazer, esportes e playground; banheiros; área de alimentação; viveiro; guarita; estacionamento; área administrativa, com salas para Polícia Militar, Bombeiros e Escoteiros e iluminação.

Para o viabilizar o projeto, o município já tem em caixa R$ 2,3 milhões via Fundo de Meio Ambiente. Agora, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Governança de Planejamento, Meio Ambiente e Habitação, trabalha nos detalhes finais do projeto. A licitação está prevista para o segundo semestre e o início das obras ainda para este ano.

BIQUINHA PRESERVADA

O projeto do Parque Ambiental, amplamente discutido e construído há várias mãos, é bem recebido pela comunidade fabricianense em geral, em especial, pelos frequentadores da área e entidades ligadas à preservação ambiental. Este é o caso da Associação Amigos da Biquinha, ONG fundada há mais de 20 anos com o intuito de proteger a área de preservação da cidade.

“Estamos contentes com a assinatura do termo de comodato, pois viabiliza a construção do Parque Ambiental. E isso é um grande passo para utilização correta e preservação da área; não só por nós, mas para as próximas gerações. É um ganho de força ambiental e social, pois o Parque vai aumentar o número de usuários, de pessoas envolvidas, que gostam do local e dispostas a proteger e preservar o local”, conclui Fernando Mendes, presidente da Associação Amigos da Biquinha.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *