segunda-feira, fevereiro 26, 2024
CidadesCultura e EntretenimentoDestaques

Projeto Artesanato em parceria com a Fundação Renova, cadastra artesãos de Timóteo

TIMÓTEO – O artesanato e a culinária local são duas das mais fortes expressões da identidade e da diversidade cultural de um povo e podem se originar da vocação e tradição familiar, do desenvolvimento do fazer manual, da aplicação de conceitos de design e até mesmo de uma ação comunitária.

Pensando nessa fonte de expressão cultural, a produtora cultural e arquiteta Joana Gonçalves, proprietária da Arquitetura OG e Gestão Cultural, iniciou as atividades de concepção do projeto “Artesanato feito em Casa” em 2017. A partir da construção de um mapeamento inédito e temático sobre o artesanato feito no Vale do Aço.

O mapeamento da prática artesanal visa contribuir com os artesãos a partir do reconhecimento de suas expressões, com a oportunidade de mostrar suas artes, participando do núcleo Artesanato feito em casa que hoje é a maior rede de artesãos do Vale Aço mineiro.

Com histórico incluindo feiras de artesanato, oficinas criativas, mostra iconográfica, desenvolvimento de linha de produtos artesanais com temas da identidade local, além da pesquisa inédita sobre a prática artesanal, o projeto, que já mapeou diversas iniciativas, vem criando junto a elas histórias inspiradoras de motivação, transformação e crescimento.

O projeto Artesanato Feito em Casa (AFC) integra o conjunto dos projetos aprovados pelo Edital Doce da Fundação Renova.  Para mapear os artesãos, a equipe do projeto está percorrendo 8 municípios da bacia do Rio Doce, localizados na Região e Colar Metropolitano do Vale do Aço mineiro: Belo Oriente, Dionísio, Ipaba, Ipatinga, Marliéria, Santana do Paraíso, São Domingos do Prata e Timóteo, levantando, conhecendo e mapeando amostragens de produtos artesanais de cada uma dessas localidades. Em Timóteo, o projeto conta com a cooperação da Subsecretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer da Secretaria Municipal de Educação e parceria  Associação de Artesãos de Timóteo (ASSOARTT) e agentes mobilizadores.

Nesta etapa de cadastramento presencial, o projeto busca participantes que desejam apresentar seus trabalhos manuais e produtos artesanais baseados em técnicas do Programa do Artesanato Brasileiro: bordado, crochê, fuxico, macramê, ponto cruz, patchwork, vagonite, bainha aberta, tapeçaria, pintura, marcenaria, marchetaria, fundição, funilaria, pirografia, cerâmica, rendaria, cestaria, papelaria, cartonagem, origami, culinária artesanal, dentre outras.

É necessária a apresentação de três exemplares do produto desenvolvido por cada artesão. Além do cadastramento presencial, gratuito, a participação de artesãos nesta grande rede artesanal também pode ser feita através de preenchimento de questionário online: https://artesanatofeitoemcasa.com.br/mapeamento/

A produtora e gestora do projeto, Joana Oliveira Gonçalves salienta: “Em Timóteo, município de origem do projeto Artesanato Feito em Casa, o cadastramento acontecerá no dia 11 de Fevereiro, das 13 às 17 horas no Terminal Rodoviário, e todos os artesãos timotenses estão convidados a participar desse grande movimento cultural regional.” Outras informações: 98790-3061 ou 3847-4763.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *