Vereador Gualberto chama mulher vítima de agressão, de “mulher de malandro”. A Assembleia Legislativa reagiu

Deputada estadual Ana Paula (Rede), é presidente da Comissão dos Direitos das mulheres na Assembleia Legislativa. Ele taxou a fala do vereador de “triste, lamentável, preconceituoso e discriminatório para com as mulheres”.

TIMÓTEO Durante a votação Projeto de Lei que destaca a proteção de mulheres vítimas da violência doméstica e dos seus filhos matriculados na rede municipal de ensino, em sessão extraordinária da Câmara de Timóteo, quarta-feira (7), o vereador Geraldo Gualberto (PSC) protagonizou uma tremenda falta de respeito com as mulheres brasileiras. Nesta quinta-feira (8), a presidente da Comissão dos Direitos das mulheres na Assembleia Legislativa, deputada Ana Paula (Rede), prometeu encaminhar a situação à instâncias superiores.

Este é o vereador Geraldo Gualberto (PSC)

Além de votar contrário a proposta assinada pelo vereador Thiago Torres, Geraldo Gualberto (PSC) ainda deixou transparecer em sua fala, que a proposta do seu colega apresentava um viés de garantia de prioridade nas escolas somente para crianças filhas de mulheres agredidas. Em seguida, o vereador frisou que “mulher de bandido não pode ter mais prioridade que uma mulher amada pelo marido”. Gualberto ainda completou:  “Se nós votarmos aqui um projeto que a mulher amada tá tendo menos direito do que a mulher que apanha, ou seja, um trabalhador que cuida da sua família chega em casa, dá carinho para sua esposa. Aí o outro malandrão que corta ela no coro…aí ela tem mais direito do que a mulher amada. Quero revogar aqui o meu voto, sou contrário a essa matéria”, destacou o vereador.

Veja o posicionamento da Comissão dos Direitos das mulheres na Assembleia Legislativa

Bom Dia Queridas Mulheres de Timóteo!

Recebi ontem à noite o vídeo da sessão plenária extraordinária da Câmara Municipal de Timóteo de ontem.

Lamentavelmente o vereador Gualberto faz um posicionamento triste, lamentável, preconceituoso e discriminatório para com as mulheres, especialmente as mulheres vítimas de violência.

Farei manifestação pública diante do fato que foi notificado à Comissão em Defesa dos Direitos da Mulher.

Se quiserem se manifestar também, encaminhe aqui que farei leitura em plenário e juntarei aos autos da Comissão.

Aproveito aqui para reafirmar e renovar meu compromisso na luta pela dignidade das mulheres, contra toda e qualquer violência e em defesa do município de Timóteo.

Estou absurdada!

Forte Abraço!

Deputada da rede Ana Paula.

Presidente da Comissão dos Direitos das mulheres na Assembleia Legislativa

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *