Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu a situação de emergência de Timóteo

TIMÓTEO – A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu a situação de emergência do Município de Timóteo em virtude das chuvas intensas ocorridas no mês de fevereiro e que provocaram enxurradas, deslizamentos de terra e colapso de edificações. Por meio do decreto 5.401, o Município declarou situação de emergência relativa aos eventos ocorridos no dia 7 de fevereiro e que acarretaram uma série de estragos em toda a cidade, sendo que a mais grave delas foi o afundamento da Avenida Universal, no Bairro Novo Tempo.

O reconhecimento da situação de emergência foi publicado no Diário Oficial da União (D.O.U.) de terça-feira, dia 23, Portaria 508, processo nº 59051.010799/2021-22, assinada pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves. Com a portaria, o Município superou a primeira etapa de ter reconhecido os prejuízos causados por eventos naturais.

Avenida Universal

O Secretário Municipal de Planejamento, Thales Castro, informou que por determinação do prefeito Douglas Willkys, nessa fase o Município encaminhou todos os estragos documentados através de relatório, fotos e uma estimativa de gastos da ordem de R$ 1,3 milhão para intervenções relativas aos estragos provocados em toda a cidade e relatados no documento encaminhado ao governo federal.

Conforme explicou o secretário, no caso da Avenida Universal, no bairro Novo Tempo, região Sudoeste do município, a obra está orçada em cerca de R$ 600 mil em serviços que preveem a instalação de canteiro de obras, construção de bueiro duplo celular e alas em concreto armado, serviços de microdrenagem, recomposição de talude, compactação de terreno, asfaltamento, meio fio, dentre outras intervenções.  Dessa forma o Município fica apto a pleitear recursos para realizar a recuperação da via e para isso terá que apresentar os planos executivos com o detalhamento do projeto.

Avenida Universal

Com a chuva torrencial que caiu nos primeiros meses deste ano os três tubulões de aço Armco existentes sob a Avenida Universal, no Bairro Novo tempo sentido ao Bairro Petrópolis, afundou por causa da pressão do terreno encharcado impedindo a passagem de veículos e motocicletas. O trecho foi interditado pela Prefeitura que ainda construiu uma passagem de madeira para a travessia de pedestres.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *