Prefeito Gustavo Nunes visita estação e estuda parcerias para reativar a Maria Fumaça

IPATINGA – Com atenções voltadas para a preservação do patrimônio histórico e cultural, assim como o incremento de atrações turísticas na cidade, o prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes, esteve visitando na tarde desta terça-feira (1) a Estação Pouso de Água Limpa, no Novo Centro. O local é ponto de partida da Maria Fumaça que por algum tempo percorreu a chamada Estrada de Ferro Caminho das Águas, margeando por 2,6 quilômetros o Parque Ipanema junto ao ribeirão Ipanema e que por cerca de 15 anos aproximadamente não vem sendo utilizada.

Somente com o início da atual administração, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Semcel), foi dada a devida atenção para a organização documental a fim de que o projeto saísse do papel.

Acompanharam a vistoria feita no local o vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento e Turismo, Alexsandro Espírito Santo; o secretário de Governo, Roberto Soares; de Cultura, Esporte e Lazer, Alessandro Máximo e outros titulares de pastas da Administração municipal, além de representantes de empresas e instituições educacionais da região.

A Estação Pouso de Água Limpa é réplica de uma estação de 1917, sendo que a Maria Fumaça, uma locomotiva a vapor de origem alemã, foi fabricada em 1937, movendo-se com combustível de lenha e bagaço de cana.

O governo municipal busca parcerias público-privadas para efetivar as medidas necessárias para reativação do passeio pela Estrada de Ferro. Assim, também participaram da agenda de trabalho lideranças da Vale, Cenibra – Celulose Nipo-Brasileira S.A., Instituto Usiminas, Faculdade Única, Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste-MG) e Faculdade Pitágoras.

“Estamos agindo em diversas frentes, trabalhando para resgatar as nossas memórias e proteger nossos patrimônios culturais em Ipatinga. Agora, envidamos esforços com intuito de reativar para a população o circuito da nossa ‘Maria Fumaça’, sem custos para o município. Por isso, hoje decidimos chamar várias empresas e instituições que são nossas parceiras, de modo que percebam com clareza o quanto é importante essa alternativa turística para nossa cidade”, destacou o chefe do Executivo.

O Projeto de Lei de Concessão do Bem Público relacionado à atração turística e elaborado pelo Executivo, foi concluído na tarde desta terça-feira (1) e será apreciado na próxima reunião extraordinária da Câmara de Vereadores. O governo acredita que com a aprovação da proposta o complexo turístico retornará brevemente ao seu pleno funcionamento.

 LOCOMOTIVA

A Maria Fumaça da Estação Pouso de Água Limpa puxa dois vagões, com capacidade total para 68 passageiros. A máquina é de propriedade do engenheiro aposentado José Mauro Cardoso, apaixonado por ferrovias e também maquinista voluntário, sendo cedida ao município em regime de comodato. Ele comprou a máquina em 1979, na cidade de Além Paraíba, na Zona da Mata. Vinte anos depois, quando se mudou para Ipatinga, resolveu trazer na bagagem o trem, que se tornou atração turística.

Com as condições mecânicas em dia, para funcionar a máquina primeiro precisa ser aquecida num tempo de aproximadamente duas horas, à base de lenha, normalmente fornecida pelo próprio município com o aproveitamento de materiais de podas de árvores feitas na cidade.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *