sexta-feira, julho 19, 2024
CidadesDestaques

Com mais de três anos de inatividade, Conselho da Mulher de Ipatinga é reativado

Ipatinga – A Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), reativou nesta quinta-feira (25), em reunião realizada no Espaço Qualifica, no centro da cidade, o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM), que estava inativo desde 2017.

No encontro, algumas decisões importantes foram tomadas a partir desta retomada do CMDM. A coordenadora do CRAS I (Centro de Referência de Assistência Social), da região do bairro Veneza, Rosemary Luciana de Souza Fraga, foi eleita a nova presidente, e comporá a diretoria juntamente com Hellen da Silva Custódio (secretária) e Elzeni Aparecida Soares (presidente de Comissões).

Após a eleição da diretoria, foi colocado em votação o Regimento Interno, sendo o documento aprovado por unanimidade. Em seguida foram marcadas as datas dos novos encontros, que acontecerão na segunda quarta-feira de cada mês. Ficaram definidas, ainda, ações de preparação para a Conferência Municipal da Mulher e o Dia Internacional da Mulher, no próximo dia 8 de março.

O CMDM tem como meta formular diretrizes, programas e políticas públicas relacionadas à promoção de melhorias para as mulheres, bem como a diminuição de todas as formas de discriminação, a fim de assegurar-lhes plena participação e igualdade nos planos político, econômico, cultural, social e jurídico. Para que isso seja possível, a SMAS cederá sua estrutura básica, com a finalidade de propor essas ações de cunho governamental e atuar no controle das políticas públicas.

A secretária de Assistência Social do município, Jany Mara, destacou a importância da reativação do CMDM, após tanto tempo inativo: “Cumprindo à risca os preceitos deste governo, que tem como um de seus pilares a valorização do diálogo, conseguimos reativar após mais de três anos o Conselho Municipal de Direitos da Mulher. É uma vitória de todas nós, uma vez que isso irá fortalecer as mulheres com relação à garantia de Políticas Públicas”, concluiu.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *