Campanha Setembro Amarelo é abraçada pela Saúde de Timóteo

Timóteo – As Unidades Básicas de Saúde de Timóteo abordaram a Prevenção ao Suicídio com mensagens de esperança e otimismo. Cartazes preparados pelos agentes de saúde e enfermeiros estimulam a pessoa a pedir ajuda. “Você não está sozinho” descreve um deles. A Campanha Setembro Amarelo chama a atenção para um momento delicado da vida de algumas pessoas que se sentem sobrecarregadas com os desafios do cotidiano. Muitas vezes, essas pessoas não conseguem encontrar alento para seus dramas.

A psicóloga Flaviane Cristina Souza, que trabalha com Terapia Cognitivo Comportamental alerta para os pedidos de socorro que uma pessoa pode apresentar e, muitas vezes, passam despercebidos pelos familiares e amigos. As queixas do paciente podem ser menosprezadas e subestimadas quando tornam-se recorrentes.

“É preciso estar alerta para manifestações do tipo: eu preferia estar morto ou ainda, sou um perdedor e um peso para os outros; eu queria dormir e nunca mais acordar. Pensamentos e sentimentos de querer acabar com a própria vida podem ser insuportáveis para quem os têm e são muito doloridos. Compreender a dor do outro não é fácil”, explica a psicóloga. Ela lembra que existem outros sinais como perda de interesse por tarefas comuns, irritabilidade, sentimento de estar sufocado e aumento do uso de álcool e drogas.

“A agressividade, o isolamento da família, o sono exagerado ou dormir pouco também são sinais que precisam ser levados em consideração pelos familiares e amigos. Sentimentos de menos valia, falta de confiança em si mesmo, falta de concentração, distúrbios do apetite e perda de esperança no futuro são sintomas de depressão”, acrescenta Flaviane.

Para a terapeuta, o mais importante nestes momentos é não julgar a pessoa e não achar que é besteira. “Não dê sermão. Escute a pessoa sem menosprezar seus sentimentos. Converse de forma direta e estimule a pessoa a aceitar ajuda de um profissional. Não só adultos, mas crianças também cometem suicídio. Qualquer gesto de auto violência, em qualquer idade, deve ser considerado com seriedade”, completa Flaviane.

Setembro Amarelo – A Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente a Campanha Setembro Amarelo. O dia 10 de Setembro é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.
São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de um milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *