Associação dos Agricultores Familiares de Timóteo inova criando o “Projeto Horta na Porta”

Os agricultores do Petrópolis participam da feirinha desde 2018. Na foto, uma feirinha realizada na Escola Angelina Alves de Carvalho

Timóteo (Foto PCReis) – A Associação dos Agricultores Familiares de Timóteo (AGRIFAT) está intensificando as atividades do Projeto “Horta na Porta”, alternativa viabilizada para enfrentar as restrições comerciais decorrentes do combate à grave pandemia do Covid-19. A associação comercializa seus produtos sem uso de agrotóxicos, sendo estes hortaliças, raízes, tubérculos e processados, com a entrega em domicílio aos clientes participantes do grupo de WhatsApp – (31) 98529 0367.

Criada em 2018, a AGRIFAT tem 60 associados, em sua maioria mulheres e jovens, residentes nos Bairros Celeste, Licuri e Petrópolis. A AGRIFAT mantem também o projeto “Armazém do Campo”, com comercialização em feiras.

Com a suspensão temporária das feiras livres no município, 15 agricultores familiares se organizaram e passaram a divulgar a produção semanal aos domingos, recebendo os pedidos e programando a entrega para as quartas feiras na porta do cliente.  “A proposta é disponibilizar o serviço à comunidade e gerar renda para os agricultores locais, seguindo as normas recomendadas pelo Ministério da Saúde, sem oferecer risco de contaminação aos feirantes e consumidores”, destaca a coordenadora do projeto Quessia Silva Ferreira.

Os produtos são entregues em sacolas plásticas com nomes dos clientes, contendo os itens solicitados através das redes sociais. “Os agricultores manuseiam os produtos com todos os cuidados necessários, como uso de máscaras e álcool em gel, adequando-se assim às medidas de proteção na comercialização dos alimentos divulgadas pela OMS”, reforça a coordenadora, acrescentando que a produção sem agrotóxicos se enquadra em boas práticas ambientais. Os contatos para adesão ao projeto “Horta na Porta” podem ser feitos através do telefone (31) 98529 0367 (Quessia Ferreira).

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *