Vitor brilhou na cobrança das penalidades. Atlético está na próxima fase da Copa Sul Americana

REDAÇÃO – O Atlético-MG recebeu o Unión La Calera, na noite desta terça-feira, e precisava de uma vitória por dois gols de diferença para garantir classificação às oitavas de final da Copa Sul-Americana. Vitória por 1 X 0 dava ao Galo a chance de decidir nos pênaltis. E foi o que aconteceu. Com muita emoção, o Alvinegro levou a melhor. No tempo normal, Alerrandro fez o único gol do jogo. Nos pênaltis, São Victor apareceu, pegou todos (três) os pênaltis cobrados pelo Unión La Calera e garantiu ao Galo a classificação.

O jogo
Diferentemente do primeiro jogo, o técnico Rodrigo Santana escalou o Atlético com força máxima. As ausências foram o lateral-direito Guga, que está com a Seleção Brasileira Sub-23, o zagueiro Réver, que se recupera de fratura no nariz, e o atacante Chará, que foi preservado e ficou no banco de reservas.
Nos últimos jogos, o Atlético vinha atuando com Zé Welison como volante e uma linha com quatro jogadores à frente dele. Contra o La Calera, Elias jogou ao lado dele, com a Luan, Cazares e Geuvânio mais à frente.
O Atlético teve muitas dificuldades contra o time chileno. O La Calera marcou no campo de ataque e não deixou o Galo sair jogando com tranquilidade. Muitas vezes, o alvinegro teve que ir para o chutão como alternativa para passar pela primeira linha de marcação. Faltou criatividade ao time atleticano para conseguir criar boas jogadas de perigo.
Apesar da dura marcação, o Atlético criou boas chances no Horto. Patric, após passe de Cazares, e Ricardo Oliveira, depois de cruzamento de Luan, obrigaram Batalla a fazer boas defesas. O camisa 9 do Galo, inclusive, balançou as redes, mas estava em posição irregular. Igor Rabello, de cabeça, também chegou perto do gol.
Depois do gol, o La Calera conseguiu se segurar da pressão do Atlético. O time alvinegro se superou fisicamente em campo e não levou sustos. E no último lance, o Galo quase foi premiado. Patric cruzou para Alerrandro, que livre na grande área, cabeceou por cima do gol.
Aos poucos, o time chileno conseguiu esfriar a partida. Com muito toque para trás e cera, principalmente do goleiro Batalla, o La Calera irritou o Atlético e a torcida. Com isso, o Galo passou a errar mais passes e não conseguiu dar sequência às jogadas ofensivas.
Para a etapa final, o Atlético voltou modificado. Chará e Alerrandro entraram nas vagas de Cazares e Ricardo Oliveira. Além das substituições, o time teve uma mudança tática. Elias foi avançado para o meio ao lado de Luan.
O Atlético voltou mais ativo no campo ofensivo, mas seguia com dificuldades para entrar na área dos chilenos. Rodrigo Santana ainda colocou o atacante Maicon no lugar de Geuvânio. E a mudança surtiu efeito. O Galo cresceu. Alerrandro fez boa jogada e Chará quase marcou.
No lance seguinte, o La Calera partiu em contra-ataque e Maicon Bolt voltou na entrada da área para evitar a chance de perigo. O Atlético trabalhou a bola e foi ao ataque. Luan lançou para Elias, que chegou na linha de fundo e cruzou rasteiro. Alerrandro apareceu entre os zagueiros e fuzilou para o gol: 1 a 0.
O jogo foi para os pênaltis, e Victor brilhou. O goleiro defendeu todas as cobranças dos chilenos e classificou o Galo às oitavas de final da Copa Sul-Americana.
 
ATLÉTICO 1 (3) X (0) 0 UNIÓN LA CALERA
Atlético
Victor; Patric, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison; Luan, Elias, Cazares (Chará, no intervalo) e Geuvânio (Maicon, aos 17/2°T); Ricardo Oliveira (Alerrandro, no intervalo)
Técnico: Rodrigo Santana
Unión La Calera
Batalla; Andía, Vilches, Alvarado, Navarrete (Rodríguez, aos 27/2°T) e Wiemberg; Laba, Leiva (Zuñiga, aos 42/2°T) e Larrondo; Francos Lobos (Leyton, aos 38/2°T) e Walter Bou
Técnico: Fernando Meneghini
Gol: Alerrandro, aos 24/2°T
Cartões amarelos: Leonardo Silva, aos 17/2°T; Leyton, aos 44/2°T
Disputa por pênaltis: Atlético 3 x 0 Unión La Calera
Atlético: Fábio Santos (gol); Luan (gol); Leonardo Silva (gol)
Unión La Calera: Walter Bou (Victor defendeu); Leyton (Victor defendeu); Larrondo (Victor defendeu)
FONTE: Globo Esporte

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *