Noite festiva no 48º Aniversário da Biblioteca Municipal “Raquel Pacífico Drumond

Timóteo (Fotos PCReis) – Nesta segunda-feira (11), poetas, escritores, professores, diretores, vereadores e o prefeito Douglas Willkys e o vice-prefeito/secretário de Educação, professor Vespa, estiveram reunidos para a comemoração do 48º Aniversário da Biblioteca Pública Municipal “Raquel Pacífico Drumond”. Presente também os presidentes da Fundação Acesita, Venilson Vitorino; Carlos Viegas, da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Timóteo.

A cerimônia contou com apresentação musical (voz e violão), Corporação Musical Santa Cecília, intervenções culturais e a Tenda Literária, com  noite de autógrafos da  escritora Luciana Silveira Assunção, com o lançamento da obra “Davi quer ser bombeiro para salvar o mundo inteiro” em Timóteo.

O brinde aos 48 anos da Biblioteca. Secretários Jair Ribeiro, Rosanna, Thiago Castro;  vereador Alexandre Maria, vice-prefeito Vespa, ex-prefeito Geraldo Nascimento, escritora Zaíra de Carvalho, procurador Geral Humberto Abreu, vereador Zizinho, Eva Eulália, prefeito Douglas Willkys e o secretário de Saúde, Eduardo Morais.

A coordenadora da Biblioteca, Eva Eulália, disse que a programação está sendo voltada para o resgate da memória histórico cultural da biblioteca, reforçando-a como um espaço de  conhecimento, manifestações artísticas e culturais, bem como instrumento de inserção social. “A minha descoberta para ilustrar este momento, veio de um documento em nossos arquivos, que pedia que a nossa biblioteca viesse funcionar como um dínamo, aquele que gera energia e que oferece luz para clarear caminhos”, destacou Eva Eulália Teixeira, coordenadora da Biblioteca Municipal, durante a sua fala no evento.

Prefeito Douglas Willkys

O prefeito Douglas Willkys mencionou a importância do espaço cultural e artístico, lembrando-se da preocupação do seu secretário de Educação, professor Vespa, logo no início do governo, para que “nossa meta fosse o de continuar elevando a vocação social da biblioteca, fazendo com que o espaço continuasse sendo um local leve, bonito e gostoso de frequentar”.

Daniela, do Espaço Dama, marcou presença

Biblioteca

A Biblioteca “Raquel Pacífico Drumond” foi criada por meio da Lei municipal nº 348, de 11 de novembro de 1971, e recebeu este nome em homenagem a uma das primeiras professoras do município. Quando começou, o espaço contava com um acervo de 720 livros. Atualmente, a biblioteca conta com cerca de 30.000 livros, 15.300 sócios leitores inscritos e atendimento de aproximadamente 900 leitores por mês.

Além de serviço de empréstimos, pesquisa e telecentro, a biblioteca tem à disposição livros infantojuvenil, didáticos e literatura diversa, assinatura de jornal, revistas, hemeroteca, internet e exemplares em Braille. O local conta ainda com um cantinho infantil, com gibis, joguinhos e livros infantis.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *