VACINA DA GRIPE: Timóteo comemora a vacinação de 93,52% de idosos

TIMÓTEO – A Secretaria de Saúde e Qualidade de Vida de Timóteo promoveu no sábado (25) o “Dia D” municipal de vacinação contra a gripe Influenza. A iniciativa teve como finalidade permitir o acesso do público alvo às unidades de saúde, fora do horário convencional de vacinação. O “Dia D” não foi só de agulhadas, mas também de muita alegria e até passeio de trenzinho.

A campanha de sábado conseguiu melhorar sensivelmente a cobertura do grupo de crianças e gestantes que  ainda apresenta índice abaixo do preconizado pelo governo. O índice geral passou de 78,30% para 81,85%, com 17.546 doses aplicadas. O grupo de idosos atingiu 93,52% nesta última parcial.

O vice-prefeito Vespa e o secretário de Saúde, Eduardo Morais, visitaram os postos de vacinação.

O secretário municipal de Saúde, Eduardo Morais, faz um alerta para a vacinação de crianças e gestantes. “Como é uma doença transmitida de pessoa a pessoa através de secreções respiratórias, principalmente por meio da tosse ou espirro de pessoas infectadas, é importante se proteger com a vacina para evitar complicações. As crianças que vão à escola, gestantes, puérperas e idosos são os mais vulneráveis ao vírus da Influenza”, disse.

Até sexta-feira, dia 31 de maio, data de encerramento da campanha, deverão ser vacinadas crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde, idosos, policiais civis e militares, bombeiros, professores e pessoas com comorbidades (existência de duas ou mais doenças em simultâneo).

O dia D da vacinação também foi de alegria para a criançada

Os sinais e sintomas da gripe causada pelo vírus Influenza A (H1N1) são: quadro de infecção aguda das vias aéreas com quadro febril (temperatura maior ou igual a 37,8°C), a curva térmica usualmente declina após dois ou três dias e normaliza em torno do sexto dia de evolução. A febre geralmente é mais acentuada em crianças. E ainda, calafrios, mal-estar, cefaleia, mialgia, dor de garganta, artralgia, prostração, rinorreia, tosse seca. As complicações mais comuns são: pneumonia bacteriana e por outros vírus, sinusite, otite, desidratação, piora de doenças crônicas como insuficiência cardíaca, asma ou diabetes.

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *