Palestra para servidores públicos de Timóteo aborda Saúde Mental e Emocional

TIMÓTEO – O auditório da Prefeitura Municipal de Timóteo sediou nesta quarta-feira a palestra “Janeiro Branco: Por uma Cultura de Saúde Mental”, ministrada pela psicóloga Luciana Assunção, 1º Tenente do 11º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar. A palestra teve como objetivo sensibilizar e conscientizar os servidores públicos municipais sobre a necessidade de cuidar da saúde mental e emocional.

O prefeito Douglas abriu o encontro 

Antes da palestra, o prefeito Douglas Willkys, falou sobre a relevância do tema abordado e aproveitou para agradecer a presença dos servidores e da tenente Luciana, lembrando que o município é solidário a essa causa. O evento Janeiro Branco foi realizado ao longo deste mês com palestras e ações de conscientização em praças e na feira-livre do bairro Timirim.

Douglas aproveitou para anunciar a instalação do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) a ser erguido ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no barro Primavera.  “Essa é uma demanda que vai se tornar realidade em nosso município. Vamos montar uma estrutura para colocar à disposição da população”, disse o prefeito.

O secretário de Saúde, Eduardo Morais, endossou as palavras do prefeito, citando que a Administração Municipal é sensível ao assunto, tema da palestra. Ele lembrou que recentemente o Município contratou psicólogos, terapeutas e médicos para atuarem nessa área. “Nós acreditamos na parceria, no diálogo e no respeito. Estamos trabalhando para transformar o sistema de saúde de Timóteo em uma referência”, pontuou Eduardo.

Autoconhecimento

A tenente Luciana lembrou que o movimento Janeiro Branco foi criado pelo psicólogo Leonardo Abrahão, de Uberlândia, em 2014, para chamar a atenção para o problema. Segundo ela, as pessoas não têm o costume de falar dos seus sentimentos e quando o fazem é encarado como uma “fraqueza”. “Então nesse sentido, a campanha pretende sensibilizar a mídia e as instituições, contribuindo para a disseminação de uma cultura de saúde mental”, citou Luciana.

Na palestra, a oficial conceituou saúde mental como a arte do bem estar na qual o indivíduo realiza as suas habilidades e pode lidar com as tensões do dia a dia, seja trabalhando de forma produtiva ou enfrentando os desafios e dificuldades da vida. Para manter uma saúde mental e emocional em dia, segundo a psicóloga, a primeira coisa a fazer  é “assumir a responsabilidade das escolhas que fazemos, pois as coisas que acontecem na nossa vida é a gente quem define”. “O grande desafio é quebrar a cultura do silêncio e incentivar as pessoas ao autoconhecimento”, destacou Luciana Assunção.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *