Novos conselheiros tutelares são eleitos em Fabriciano, com denúncias de irregularidades

O resultado final será homologado, conforme os trâmites e depois de resolvidas as pendências em relação a algumas candidaturas. Isso porque alguns concorrentes não foram aprovados no exame psicotécnico – uma das etapas que antecede a eleição – e deverão fazer novos exames, conforme já determinou a Justiça. Também estão sendo apuradas denúncias durante o dia de votação.

Fabriciano – O Conselho Tutelar de Coronel Fabriciano têm novos conselheiros, eleitos pelo voto direto e popular nesse domingo, 6/10. Os novos representantes são Lúcia do Posto, Ney Oliveira, Simone Garcia, Erick Gomes e Laci Ferreira. Também foram escolhidos os cinco conselheiros suplentes. Eles tomam posse em janeiro, e o mandato é de quatro anos 2020/2023.

O Conselho Tutelar é um órgão permanente, autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade para cumprimento dos direitos da Criança e do Adolescente. É papel do conselheiro, proteger esse público de diversas violações e ameaças como: criança desacompanhada em um bar ou na rua sem o consentimento do responsável; abuso sexual; violência física, psicológica ou moral. Assim, cumprindo as atribuições previstas no Estatuto, artigos 95 e 136, conforme preconiza a Lei n° 8,069 de 13 de julho de 1990. Para denunciar é só ligar no Conselho Tutelar, das 8h às 18h, pelos telefones 3846-7735 ou no plantão 98973-4146.

Em Fabriciano, 4.490 eleitores foram às urnas, nos 21 locais de votação. O processo ocorreu tranquilamente e foi todo acompanhado pela Promotoria de Justiça da Comarca Coronel Fabriciano, responsável também pela apuração dos votos, com apoio da Polícia Militar. Cerca de 100 profissionais, estiveram diretamente envolvidos no dia de votação, que é realizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) com apoio da Prefeitura e Câmara Municipal de Fabriciano. Apuração dos votos foi feita na Câmara Municipal.

“Essa foi a maior eleição para conselheiros tutelares da história do município em comparecimento as urnas. Mas foi pequena frente a quase 80 mil eleitores votantes no município e também dada à função expressiva exercida pelo órgão de defesa de direitos.”, analisa a secretária de secretária de Governança de Assistência Social, Letícia Godinho.

CONSELHEIROS TITULARES ELEITOS:

1º – Lucia do Posto – 487

2º – Ney Oliveira – 413

3º – Simone Garcia – 396

4º – Erick Gomes – 360

5º – Laci Ferreira – 320

CONSELHEIROS SUPLENTES ELEITOS:

6º -Vandecy Dê – 314

7º – Lurdinha -295

8º – Samila Mirelly -274

9º – Gleyce Kelly -247

10º – Andreia Lage – 244

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *