Municípios do Vale do Aço intensificam o debate pela unificação do tratamento de resíduos sólidos

TIMÓTEO – O COMDIN – Consórcio de Municípios para o Desenvolvimento Integrado, composto pelos municípios de Açucena, Antônio Dias, Coronel Fabriciano, Dionísio, Jaguaraçu, Marliéria e Timóteo realizou na tarde desta segunda-feira (25), no gabinete do prefeito de Timóteo, Douglas Willkys, mais uma reunião, com a participação da Fundação Renova. O objetivo do encontro é o de dar continuidade aos pleitos referentes ao tratamento de  resíduos sólidos já aprovados pelo Comitê Interfederativo (CIF) aos municípios mineiros.

O CIF foi criado em resposta ao desastre provocado pelo rompimento da barragem de Fundão, da mineradora Samarco, em 5 de novembro de 2015, no município de Mariana. Sua função é orientar e validar os atos da Fundação Renova, instituída pela Samarco e suas acionistas Vale e BHP Billiton, para gerir e executar medidas de recuperação dos danos resultantes da tragédia. O CIF é presidido pelo IBAMA e composto por representantes da União, dos governos de Minas Gerais e do Espírito Santo, dos municípios impactados e do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Doce. O BDMG foi à instituição contratada em Minas para gerir os contratos e acompanhar o andamento dos projetos realizados com os recursos da Fundação Renova.

Participaram da reunião além do anfitrião prefeito Douglas Willkys, representantes da Fundação Renova; o prefeito de Marliéria, Geraldo Magela Borges de Castro, o Lalado; o prefeito de Dionísio, Dr. Farias Menezes; o prefeito de Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius Bizarro; os secretários de Saúde, Eduardo Morais (Timóteo) e Ricardo Kakau (Fabriciano) e o Secretário de Planejamento de Timóteo, Fabrício Araújo.

DEFINIÇÕES

Conforme explicou o secretário de Planejamento de Timóteo, Fabrício Araújo, do encontro saiu à definição de que o COMDIN buscará a viabilidade de diversificar as ações de destinação e tratamento dos resíduos sólidos urbanos. Fabrício ainda revelou que nesta terça-feira (26) haverá uma reunião com os técnicos dos municípios e a Fundação Renova, de forma a fechar o termo de referência para contratar o estudo de viabilidade técnica, econômica, financeira e social.

Fabrício Araújo ainda informou que a partir deste encontro, os municípios vão buscar a estruturação do COMDIN de forma a dar efetividade às ações do Consórcio e executar o estudo de viabilidade técnica.

“Além de outros fins para com os recursos da Renova, Timóteo vai estudar a viabilidade de realizar o PRAD (Plano de Recuperação de Áreas Degradadas) do antigo lixão de Fabriciano, do qual tem uma condenação judicial solidária aos dois municípios”, informou Fabrício, destacando que após a realização do PRAD, a proposta é de que a cidade de Fabriciano ficaria responsável pela manutenção do mesmo.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *