Ipatinga: Saúde alerta sobre doenças de inverno

Ipatinga – Nos meses de agosto e setembro, os pais e/ou responsáveis devem ficar de olho nas crianças. É que, nesta época do ano, a incidência de  caxumba e catapora na população infantil aumenta muito devido ao inverno e ao alto contágio desses males, que são virais, geralmente transmitidos por contato direto com gotículas de saliva ou secreção respiratória.

Considerada doença de evolução benigna, o principal sintoma da caxumba é a inflamação das glândulas parótidas, submaxilares e sublinguais. Já a catapora são as manchas vermelhas e bolhas no corpo, além de mal-estar, cansaço, dor de cabeça, perda de apetite, febre e muita coceira.

O tratamento contra a caxumba é repouso, e geralmente são prescritos analgésicos e antitérmicos. Caso não seja devidamente tratada, pode ocorrer inflamação dos testículos e dos ovários, meningite asséptica, pancreatite, neurite e surdez. O período de incubação varia de 14 a 25 dias. Em geral, uma vez infectada, a pessoa adquire imunidade contra a doença. No entanto, se a infecção se manifestou de apenas um lado, o outro pode ser afetado em outra ocasião. No caso da catapora, o tratamento é mais simples, pois o próprio corpo combate a doença. Em adultos, são ministrados medicamentos antivirais.

Uma maneira eficaz de se prevenir contra as doenças é por meio da vacinação. Em 2013, o Ministério da Saúde introduziu a vacina tetravalente viral na rotina de vacinação de crianças de 15 meses de idade que já tenham sido vacinadas com a primeira dose da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), que protege contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora.

A médica infectologista Carmelinda Lobato recomenda que seja evitada, em todos os casos, a automedicação.

“Pessoas com catapora não devem ter contato com recém-nascidos, mulheres grávidas ou qualquer indivíduo que esteja com a imunidade baixa, já que a doença pode ser mais grave nestes grupos. Já crianças que tiveram caxumba, não devem ir a escola, devem guardar repouso, evitando o contato com outras pessoas”.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *