Decreto do prefeito de Fabriciano remaneja verba da saúde para publicidade

FABRICIANO – O prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius (PSDB), editou no último dia 9 de janeiro, o Decreto 6738, para abrir crédito adicional suplementar no valor de R$ 919.700,00, destinado ao reforço orçamentário da Gerência de Comunicação Social. Estes recursos de quase um milhão de reais, visavam manter o sistema hospitalar da cidade, que segundo o próprio prefeito, vive um momento caótico. O Decreto foi publicado no Diário Oficial do Município.

Os vereadores professor Edem e Marcos da Luz, lamentaram a falta de visão da administração municipal

O vereador Marcos da Luz criticou o decreto do prefeito Marcos Vinicius Bizarro (PSDB), que é médico e que, “numa canetada, retirou quase um milhão de reais do Hospital Municipal para gastar o dinheiro público com propaganda inútil e promoção pessoal”.

“Ao apresentarmos e aprovando a emenda, nós defendemos um melhor atendimento aos usuários do hospital. Infelizmente, a atual administração optou priorizar o gasto com publicidade, enquanto faltam exames e remédios básicos nos Postos de Saúde”, enfatizou Marcos da Luz.

O vereador Professor Edem disse que a decisão do prefeito em retirar quase um milhão do hospital e voltar para a área de propaganda, “nos mostra que ele está mais preocupado em dar importância a publicidade do que a saúde pública. Também mostra que ele não está preparado para fazer gestão. A atual administração está perdida”, lamentou o vereador, reconhecendo a importância da secretaria de Comunicação perante as campanhas institucionais, mas “em tempo de rede social, tudo isso pode ser feito sem custo algum”, garantiu o professor Edem.

Vereador Dr. Sandro Araújo lamentou a inversão de prioridade

O presidente da Comissão de Saúde na Câmara, Dr. Sandro Araújo, declarou que só tem a lamentar este episódio. Segundo ele, no momento em que a cidade carece de atenção especial no setor de saúde, inverter prioridades, fica difícil acreditar que o município esteja passando por dificuldade no setor.

O JBN solicitou da Prefeitura de Coronel Fabriciano um posicionamento a respeito da ação do Chefe do Executivo Municipal, às 11h51, desta quarta-feira (16), mas até o fechamento desta edição às 21h não houve qualquer manifestação.

ENTENDA O CASO

Os recursos fruto do Decreto 6738 foram destinados ao Hospital José Maria Morais através de emenda apresentada ao Orçamento 2019 pelos vereadores. A emenda dos parlamentares na ocasião apontou o remanejamento do dinheiro que seria gasto em  “propaganda institucional da prefeitura”, para o hospital José Maria Morais, que sofre com a falta de recursos, reclamada pelo próprio prefeito Marcos Vinicius.

A peça orçamentária do município prevê o montante de R$ 337 milhões para o ano de 2019. O prefeito tem o limite de 2% para a abertura de créditos adicionais suplementares, a qual foi aprovada por unanimidade na Câmara Municipal.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *