População questiona dificuldade para acessar o Portal Transparência da Câmara de Timóteo

TIMÓTEO – O JBN recebeu no decorrer da semana após publicação do quadro do gasto de diárias na Câmara de Timóteo, reclamações por parte da população para que o site indicado pelo gestor com dados sobre receitas e despesas do Legislativo Timotense atenda integralmente a Lei de Responsabilidade Fiscal. A informação sobre a página eletrônica, segundo denunciantes, é sobre dificuldade de acessar informações, por ser muito confuso, acaba gerando um desconforto. “Para acessar o Portal da Transparência da Câmara, temos que fazer um curso”, ironizou o leitor Genaro Aparecido.

O aposentado Geraldo Venâncio, disse que sempre acompanhou a movimentação orçamentária da Câmara e Prefeitura. Segundo ele, nos últimos anos o portal da Câmara ficou mais difícil, enquanto os portais das prefeituras de Timóteo e Fabriciano ficaram cada vez mais acessíveis. “Espero que o professor Diogo, menino novo, sábio e sem vício político, possa resolver tal situação”, destacou.

O Portal da Transparência traz informações das contas da administração pública, ou seja, receita e despesas e serve para as pessoas conhecerem as metas e acompanhando o que está acontecendo com o dinheiro público. Para quem não sabe, é garantido aos cidadãos, “que tenhamos pleno acesso às contas do governo, seja ele a nível estadual ou nacional, até mesmo os gastos e despesas da sua cidade”, disse Wilson Rodrigues, que também indicou dificuldade no acesso ao site.

O interessante do Portal é que você consegue fazer isso através da internet, sem sair de casa e de maneira simples, clara e objetiva, sem manipulação. Mais necessariamente, as reclamações são referentes pelos dados serem digitalizadas, fazendo com que o usuário precise procurar manualmente as licitações por nomes de empresas e outros.

A Câmara Municipal de Timóteo manifestou sobre o assunto através do Procurador Geral, Rodrigo Dias Martins. Segundo ele as adequações no Portal Transparência foi objeto de questionamento do Ministério Público em outras oportunidades. Dr. Rodrigo informou, portanto, que o presidente Diogo Siqueira ainda não tomou pé da situação, mas afirmou que é de interesse da nova Mesa Diretora manter o portal o mais acessível possível.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *