Caratinga oferta bonecas feitas por recuperandos da Apac

Redação – Os recuperandos da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Caratinga confeccionaram as abayomis, que foram fixadas em um cartaz, com um texto explicativo sobre a boneca que se tornou símbolo da resistência negra.

O cartaz com as bonecas, que podem ser retiradas pelo público, estão no saguão do Fórum Desembargador Faria e Sousa, da Comarca de Caratinga. A iniciativa teve o apoio do juiz diretor do foro, Anderson Fábio Nogueira Alves.

not-consc-negra-caratinga-30.11.19.jpg

A boneca abayomi valoriza a cultura africana e contribui para o reconhecimento da cultura afrobrasileira, pois faz parte da herança cultural dos negros africanos no Brasil.

O texto do cartaz explica que “durante as terríveis viagens a bordo dos tumbeiros – navios de pequeno porte que realizavam o transporte de escravos entre África e Brasil – as mães africanas rasgavam retalhos de suas saias e, a partir deles, criavam bonecas, feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção. As bonecas, símbolo de resistência, ficaram conhecidas como abayomi, termo que significa encontro precioso, em iorubá, uma das maiores etnias do continente africano cuja população habita parte da Nigéria, Benin, Togo e Costa do Marfim”.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *