CAMINHADA MARCA LUTA CONTRA O ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

FABRICIANO (Fotos e Vídeo PCReis) – Nesta sexta-feira (17), uma caminhada em alusão ao Dia 18 de Maio chamou a atenção dos comerciantes e da população da região central da cidade da cidade de Coronel Fabriciano.

De iniciativa da Secretaria de Assistência Social, com o apoio da Prefeitura, Câmara Municipal e Polícia Militar, a ação mobilizou centenas de pessoas, secretarias municipais, conselhos de direito, além de crianças e adolescentes assistidas por entidades sociais. Marcaram presença no evento Adriano Martins, presidente da Câmara Municipal de Fabriciano; o vereador Cristiano do Cais; Hudson Roberto Lino, o Beto, diretor Executivo da Associação Beneficente Agape – ABA.

O presidente da Câmara, vereador Adriano Martins, e o vereador Cristiano do Cais, representaram o Legislativo no evento.

Com cartazes e faixas com mensagem de combate à violência e contendo informações quanto aos canais de denúncia, como o Disque 100, eles percorreram um trajeto que teve início no trevo do antigo Barrilzinho até a Praça da Estação, local finalizaram a ação.

Dar visibilidade ao tema foi um dos objetivos da caminhada do Dia 18. “A caminhada é uma ação muito importante porque ela chama a atenção da população sobre essa grave questão que é a violência contra a criança e adolescente. Dar visibilidade e manter o assunto sempre em pauta é fundamental para combatermos as violações contra os menores”, apontou o presidente da Câmara Municipal, vereador Adriano Martins, que oportunamente parabenizou a Secretaria Municipal de Assistência Social pela importante iniciativa.

CAMPANHA

Adriano Martins, presidente da Câmara e também ex-conselheiro tutelar, apontou a importância da ação para o combate à desinformação e ao preconceito, considerados os grandes desafios para o enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes. “Iniciativas iguais a essa é suma importância. Temos um grande desafio que é ampliar a informação para a sociedade e capacitar os trabalhadores e trabalhadoras, porque grande parte do problema do combate ao abuso contra crianças e adolescentes está na informação.

A Polícia Militar marcou importante presença

Segundo Adriano, é preciso que as pessoas entendam que precisamos falar sobre isso em todos os lugares, e a criança também precisa saber disso, com todo cuidado e dimensão pedagógica porque a vítima só vai denunciar quando se sentir segura” esclareceu Adriano Martins, anunciando que a Câmara Municipal propor aos vereadores e a Secretaria de Assistência Social, a criação de uma cartilha com o Plano Municipal de Enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes. “A proposta é de que a cartilha seja composta por seis eixos: prevenção; atenção; defesa e responsabilização; comunicação e mobilização social; participação e protagonismo e estudos e pesquisas”, assinalou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *