Belo Oriente apresenta Plano Municipal e Gerenciamento das ações de recuperação em Saúde

Belo Oriente – A Prefeitura de Belo Oriente, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e a Comissão dos Atingidos de Perpétuo Socorro, apresentaram na quinta-feira, 14, o Plano Municipal e Gerenciamento das ações de recuperação em Saúde. O Plano Municipal faz parte das etapas do Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC) assinado pela Fundação Renova para redução de danos aos municípios atingidos pelo rompimento da Barragem de Rejeitos da Samarco/Vale/BHP Billiton em Mariana.

A apresentação ocorreu nas dependências da Escola Municipal Hilda Morais, no distrito de Perpétuo Socorro (Cachoeira Escura). Os moradores do distrito, principalmente os que residem próximo a margem do Rio Doce, foram bastante atingidos pelos danos causados pela lama trazida pelo rio.

O estudo apresentado mostrou todo panorama social e econômico do distrito de Perpétuo Socorro antes e depois do rompimento da Barragem de Rejeito. A equipe da Secretaria Municipal de Saúde em conjunto com a Comissão dos Atingidos realizou um levantamento minucioso dos impactos na vida dos moradores da localidade para montar o Plano de Recuperação, o aumento de consumo de álcool e drogas e de casos de Saúde Mental e problemas gastrointestinais foram alguns dos dados levantados.

Belo Oriente é o terceiro município entre as 46 cidades afetadas a apresentar o Plano Municipal e Gerenciamento das ações de recuperação na área da Saúde, as primeiras foram Mariana e Barra Longa, os mais impactados pelo rompimento, e o primeiro dos municípios do leito do Rio Doce.

As ações incluídas no Plano Municipal e Gerenciamento de Belo Oriente, após a aprovação do conselho da Câmara Interfederativa (CIF) devem ser desenvolvidas pelos próximos 10 anos e uma previsão de investimento de R$ 21 milhões custeados pela Fundação Renova.

Esteve presente a apresentação, o prefeito Hamilton Rômulo, o vice-prefeito Geci Gomes, representantes do legislativo municipal, secretários municipais, sociedade civil e atingidos pelo rompimento da barragem da Samarco/Vale/BHP Billiton.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *