Prefeitura de Fabriciano esclarece Decreto que abriu crédito adicional de R$ 919.700,00

FABRICIANO – Em virtude da reportagem publicada pelo JBN no último dia 17, intitulada “decreto do prefeito de Fabriciano remaneja verba da saúde para publicidade”, embasada no Decreto 6738, publicado no Diário Oficial do Município do dia 9 de janeiro – abrindo crédito adicional suplementar no valor de R$ 919.700,00, destinado ao reforço orçamentário da Gerência de Comunicação Social, a prefeitura enviou nota esclarecendo que não foi retirado nenhum recurso do Hospital Dr. José Maria Morais.
O JBN, na ocasião da publicação da matéria, pediu nota a prefeitura a respeito do assunto, mas a mesma não se manifestou no tempo hábil da publicação e muito menos pediu tempo para se manifestar. Portanto, atendendo ao pedido do procurador Denner Franco Reis, nos colocamos a disposição para divulgar tais esclarecimentos a respeito do assunto cinco dias depois.
NOTA DE ESCLARECIMENTO
A Prefeitura de Coronel Fabriciano, através da gestão Novos Tempos, esclarece, tendo em vista a matéria publicada neste órgão de imprensa no dia 17/01/2019 intitulada “decreto do Prefeito de Fabriciano remaneja verba da saúde para publicidade”,  que não foi retirado nenhum recurso do Hospital Dr. José Maria Morais.  É necessário lembrar que o hospital foi fechado pelas mesmas pessoas que hoje criticam. A gestão Novos Tempos, sempre mantendo o compromisso com a saúde, se dedica e se esforça com investimentos para mantê-lo aberto e oferecendo um bom atendimento.  Mantendo o compromisso de ser sempre transparente, a gestão Novos Tempos informa que do total do orçamento, 29,59% serão destinados à saúde e deste, 40,75% para o Hospital, totalizando R$ 32.748.432,83.
Vale lembrar que o Estado de Minas Gerais tem uma dívida superior a R$53.000.000,00(cinqüenta e três milhões de reais) com Coronel Fabriciano.  Só para o HJMM, o débito é de R$11.425.351,96. O município é apenas gestor do hospital e vem sendo obrigado a investir recurso próprio para manter as atividades, já que o Estado não tem repassado os valores necessários.
É importante lembrar que o hospital só permanece aberto e em perfeito funcionamento, atendendo a todos de forma humanizada, por dedicação e esforço da atual gestão e o apoio do cidadão de bem. A noticia divulgada pelos vereadores vinculados ao Partido dos Trabalhadores (PT) não procede e foi uma demonstração de má fé e falta de compromisso com o cidadão.  A administração municipal salienta que o que ocorreu foi apenas uma suplementação orçamentária de recursos gerais para atender a demanda da comunicação, uma vez que é dever do administrador prestar contas do seu mandato à população, bem como comunicar de maneira clara, democratizando a informação, e tornando-a acessível, como determina a lei. A acusação de promoção pessoal, sem trazer consigo qualquer informação consistente, é a demonstração nítida de querer criar um fato apenas para se manter na mídia. Destacamos que rechaçamos com veemência tal inverdade e reafirmamos nosso compromisso com o povo de Coronel Fabriciano/MG.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *