Ajudôu aguarda convênio da PMT para retorno das atividades em Timóteo

TIMÓTEO – Na manhã desta sexta-feira (03), a equipe da Associação Ajudôu se reuniu para alinhar os novos projetos para o segundo semestre do ano. A expectativa é que, após dois anos, agora com a nova administração municipal, o Projeto Ajudôu volte a atender em Timóteo.

O segundo semestre do Projeto Ajudôu foi pauta da reunião desta sexta-feira.

Em setembro de 2017, o projeto deixou de atender 500 crianças e adolescentes da rede municipal de ensino, de forma totalmente gratuita, devido à falta de apoio da Prefeitura Municipal de Timóteo, parceria que existia desde 1995.

Os materiais estão na sede da entidade aguardando convênio com o município de Timóteo.

O projeto Ajudôu oferecia aulas de judô nas escolas municipais, Profª Maria Aparecida Martins Prado (MAMP), Clarindo Carlos de Miranda, Angelina Alves de Carvalho, Municipal do Alvorada e Ana Moura.

400 kimonos

“Temos 400 kimonos e 400 tatames parados na Associação para o município de Timóteo. Estamos aguardando apenas a parceria e apoio do novo prefeito  para iniciarmos novamente os trabalhos”, conta o coordenador geral do Ajudôu, Júlio Jacques.

Segundo informou o coordenador Júlio Jacques, o Projeto Ajudôu nasceu em Timóteo, trabalha em várias outras cidades de Minas Gerais, porém, está encontrando dificuldades para realizar as suas atividades na cidade. “O encerramento das nossas atividades em Timóteo no governo do ex-prefeito Geraldo Hilário foi muito triste. As crianças sentem falta das aulas e os pais perguntam com frequência sobre o retorno”, completou Júlio Jacques, que se mostra confiante no retorno do projeto.

O AJUDÔU

O Ajudôu foi idealizado pela carência de oportunidades para as populações de baixa renda, no desenvolvimento socioeducativo, que possibilita o acesso ao esporte especializado, gratuitamente. Por seu alto custo, apesar de sua grande contribuição para a formação física, mental e moral dos praticantes, não é popularizado junto a este público.

Desde sua implantação, o Ajudôu atendeu mais de 20 mil crianças e adolescentes proporcionando na comunidade uma nova concepção dos benefícios do esporte, uma ferramenta importante de extensão acadêmica, e principalmente, o direito das crianças a se divertirem e interagirem de forma organizada.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *