FALTA DE RESPEITO E AUTORITARISMO MARCARAM A SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA DE TIMÓTEO NESTA SEXTA-FEIRA

TIMÓTEO – O expressivo público que acompanhava a sessão Ordinária da Câmara de Timóteo, a primeira ao comando do vereador Adriano Costa Alvarenga (PMB), após interinidade na prefeitura em substituição ao ex-prefeito Geraldo Hilário Torres, vivenciou uma verdadeira falta de respeito.

Após usar o grande expediente (tribuna), o presidente da Casa Legislativa, de maneira autoritária, deixou de lado a pauta de votação, suspendeu a sessão por tempo indeterminado para fazer um “pinga fogo” com o seu colega de Câmara, Moacir de Castro (PSDB). Adriano queria a todo custo que Moacir de Castro repetisse as acusações dirigidas a ele no período em que estava interino na prefeitura.

Durante o “pinga fogo” e o momento de lavar as roupas sujas, Moacir de Castro ergueu a bandeira branca de paz, mas, reafirmou que todas as acusações imputadas a Adriano em seu pronunciamento, no calor da campanha politica, possuem provas. Adriano taxou de levianas as acusações de Moacir de Castro. 

O bate-boca entre os dois parlamentares até que não se prolongou, mas ficou o indicativo de que a classe política não dá à mínima importância a presença ou a opinião da população diante de atitudes como essas. “Não somos obrigados a presenciar queda de braço de machões. Se querem brigar, que fossem para um tatame no Ginásio Coberto”, ironizou Marlon Antônio.

VEJA O VÍDEO

 

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *