Prefeitura de Ipatinga realiza últimos procedimentos para liberar área para o novo IML

IPATINGA – O titular da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) de Ipatinga, Thiago Alves Henriques, foi recebido na tarde desta quinta-feira (5) pelo prefeito Sebastião Quintão e o vice Jésus Nascimento, para tratar sobre a liberação da área que deverá abrigar um novo Instituto Médico-Legal (IML). Próximo ao Ceresp – Centro de Remanejamento do Sistema Prisional, nas imediações do Distrito Industrial, o terreno, doado pela municipalidade ao Estado, é desmembrado de uma área verde que o circunda e também foi reservado para a construção de uma nova Delegacia, o que demandou providências burocráticas e um processo de desmembramento, conforme explicaram a Procuradora Geral do município, Maria Alminda Guimarães, e o secretário Extraordinário de Assuntos Institucionais, Régis Carlos José Oliveira.

A edificação que atende o IML de Ipatinga funciona há vários anos em condições precárias, junto ao Cemitério Parque Senhora da Paz e, de acordo com o delegado Regional Thiago Henriques, atualmente falta até mesmo iluminação adequada, o que compromete a eficácia dos trabalhos. Ali são realizados, entre outros, exames cadavéricos, de lesões corporais, violência sexual, toxicologia e idade. O órgão é de responsabilidade do Estado, vinculado à Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais. Na região da DRPC do Vale do Aço, atende a 16 cidades. A liberação do novo terreno está emperrada desde 2014 e há a perspectiva de que a questão seja solucionada ainda esta semana, com a paralela aprovação da Agência Metropolitana, para que seja executado um projeto de construção com recursos de cerca de R$ 500 mil.

Em função de dificuldades do Estado para atender uma série de demandas da segurança pública, a administração municipal já auxilia o trabalho da Polícia Civil, via convênio, com o repasse de recursos para pagamento do aluguel do setor de identificação, fornecimento de combustível para viaturas e disponibilização de servidores para atividades administrativas.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *