Pesquisa de satisfação avalia atendimento no Hospital José Maria Morais

FABRICIANO – O esforço da administração municipal para manter o Hospital Dr. José Maria Morais em funcionamento, e com qualidade no atendimento, tem o reconhecimento dos usuários. Na última sexta-feira, 9, a direção do HJMM divulgou o resultado da pesquisa de satisfação realizada com seus pacientes no decorrer de outubro. O índice de satisfação com o atendimento prestado foi de 92%, sendo que 26,03% dos entrevistados se disseram muito satisfeitos e 65,75% satisfeitos.

“É o reconhecimento do trabalho conjunto iniciado em julho de 2017, quando o Hospital foi reaberto. Ampliamos as especialidades médicas, investimos em qualificação, inovamos no acolhimento e incentivamos os nossos colaboradores a realizar o melhor atendimento possível ao nosso usuário”, resume Kátia Barbalho, diretora administrativa do HJMM. A pesquisa foi respondida por 80 pacientes, que puderam avaliar o hospital em diversos aspectos, desde o acolhimento na recepção, higiene das instalações e coleta de exames, passando pela assistência médica e da enfermagem.

Dentre os itens pesquisados, a equipe de enfermagem foi a que obteve o melhor índice de aprovação. O atendimento prestado pelos enfermeiros e técnicos em enfermagem do HJMM foi avaliado positivamente por 100% dos entrevistados, classificado como ótimo (58,52%) e bom (41,48%). Já a assistência médica, o percentual de pacientes satisfeitos foi de 98,64%, sendo considerado ótimo 63,51% e bom por 35,13% dos entrevistados.

A iniciativa da pesquisa de satisfação partiu dos próprios funcionários do hospital. De acordo com a administração do HJMM, a partir de agora, a pesquisa será realizada mensalmente entre os pacientes com forma de identificar o que tem funcionado e o que precisa ser melhorado no funcionamento da instituição.

HUMANIZAÇÃO E RECONHECIMENTO

Desde a reabertura do HJMM, em julho de 2017, a Prefeitura de Coronel Fabriciano tem adotado uma série de medidas para humanizar ainda mais o atendimento. Além da obrigatoriedade do uso de crachás funcional, todos os servidores do hospital são orientados a informar o nome antes de iniciar o atendimento. O objetivo é aumentar a confiança e estreitar o laço entre paciente e profissional, o que impacta positivamente no sucesso do tratamento.

Esta medida também foi avaliada na pesquisa de satisfação com os usuários do serviço, e aprovada pela grande maioria. Quando questionados se recordava o nome do profissional responsável pelo atendimento e avaliação do mesmo, 20 servidores foram elogiados pelos pacientes, entre técnicos, enfermeiros e médicos. Como parte da política de valorização e reconhecimento, a administração do HJMM presentou os destaques de outubro com um boton “Eu faço a diferença no HJMM”, a ser usado durante o trabalho.

Boa parte dos servidores citados pela pesquisa integra a equipe de Luciana Silvana de Ferreira, coordenadora de enfermagem do Hospital Dr. José Maria Morais. “É uma satisfação enorme o nosso trabalho, que é feito em equipe, ser reconhecido pelo usuário e também pela administração do hospital. Isso é fruto de treinamento, liderança e escuta humanizada tanto de quem presta o serviço quanto daqueles que o buscam. O resultado positivo é um incentivo extra para buscar a melhoria continua do serviço prestado”, conclui a profissional.

ATENDIMENTO MESMO SEM REPASSES

Em julho de 2017, o Hospital Dr. José Maria de Morais foi reaberto com atendimento 24 horas e retorno da pediatria, que não era oferecida à população havia seis anos. O hospital é gerido pela Prefeitura de Coronel Fabriciano e atende 100% o Sistema Único de Saúde (SUS), ao custo mensal de R$ 1,5 milhão para o funcionamento. Por mês, o Estado deveria repassar R$ 1,038 milhão para custeio. Mas desde julho de 2018, o município não recebe a verba conforme pactuado e usa recursos próprios para manter pagamentos de funcionários e fornecedores e as portas do hospital abertas à população.

O HJMM possui 60 leitos, sendo 10 de UTI e 30 de clínica médica; 14 leitos são destinados a cirurgias eletivas. A pediatria possui seis leitos. Por mês, o HJMM realiza 19 mil procedimentos entre consultas, diagnósticos, exames complementares e cirurgias, além de 2,5 mil atendimentos hospitalares e 280 internações. O Hospital Dr. José Maria Morais é referência em baixa-média complexidade para Coronel Fabriciano e, no ano passado, atendeu pacientes de outros 23 municípios.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *