Ponte Velha: Ordem de serviço para início da obra é assinada

FABRICIANO – A obra de reforma da Ponte Velha, que liga Coronel Fabriciano a Timóteo, finalmente sairá do papel. Com a presença dos prefeitos Marcos Vinicius – de Coronel Fabriciano e Douglas Willkys, de Timóteo; dos deputados Celinho do Sinttrocel e Domingos Sávio; representantes da sociedade civil e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), se reuniram nessa segunda-feira (26) na sede da FIEMG Vale do Aço em Ipatinga, onde ocorreu a solenidade de assinatura da ordem de serviço para recuperação da ponte.

Presente no evento, o deputado federal, Domingos Sávio, disse que desde 2017 está empenhado para que essa obra seja feita. O parlamentar recordou que durante várias vezes esteve em Brasília, ao lado do prefeito, Dr. Marcos para reivindicar o serviço.  “Foram várias reuniões e só tivemos êxito quando esta obra foi repassada para a superintendência do DNIT aqui em Minas Gerais. Aqui, o departamento conseguiu elaborar e publicar um novo edital que possibilitou a contratação das obras, e enfim as coisas andaram”, observou.

Antes da solenidade, superintendente do DNIT, Fabiano Cunha, esteve no gabinete do prefeito, Dr. Marcos Vinicius, quando trouxe a boa notícia. Ele explicou que o processo agora garante a viabilidade da obra. “Toda a licitação é de R$9.800 milhões, e já temos o valor de R$3,5 milhões, empenhado que nos permitirá que parte da estrutura seja realizada sem nenhum problema. Os recursos estão assegurados nas verbas de manutenção rodoviária, geridas pela superintendência e não dependem do Governo Federal. Acreditamos que a obra será iniciada e concluída sem interrupção”, afirmou.

Início das obras e interdição

Conforme o diretor presidente da construtora responsável pela obra, João Mauricio Costa, o inicio das obras deve levar uma semana, e durante os serviços a ponte será totalmente interditada até a conclusão. “Esta é uma obra difícil, porque a ponte não será demolida e sim recuperada. Faremos adequações na parte estrutural e usaremos uma técnica para que a obra seja moderna e segura, praticamente será uma nova ponte. Não acreditamos em interrupções no cronograma, mesmo durante o período chuvoso. Nossa previsão é que o serviço seja concluído em um período de 12 a 14 meses, prazo em que a ponte ficará totalmente interditada”, finalizou.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *