Deputado Celinho cobra recursos para hospitais do Vale do Aço

O deputado Celinho do Sinttrocel na Cidade Administrativa cobrando repasses em atraso para os hospitais regionais.

BELO HORIZONTE – Nesta quinta-feira (25/10), o deputado estadual reeleito, Celinho do Sinttrocel esteve na Cidade Administrativa para cobrar repasses em atraso para os hospitais regionais, como parte de uma agenda regular com o Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Nalton Sebastião Moreira da Cruz, e com a Secretaria de Fazenda para viabilizar os pagamentos da Sociedade Beneficente São Camilo – Hospital e Maternidade Vital Brazil , de Timóteo  e da Prefeitura de Fabriciano, que administra o Hospital José Maria Moraes.

Em conversas diretas com o Dr. Nalton e com Paulo de Souza Duarte, Secretário Adjunto de Estado da Fazenda, Celinho foi informado que, até o final da próxima semana, serão liberados recursos para a Pasta da Saúde. Na oportunidade, o Secretário informou que, dada a importância dos serviços prestados pelas instituições hospitalares da região, uma das prioridades será acertar algumas parcelas em atraso.

A Sociedade Beneficente São Camilo – Hospital e Maternidade Vital Brazil tem a receber da Secretaria de Estado de Saúde aproximadamente 2 milhões 195 mil reais e ao Município de Coronel Fabriciano 14 milhões e 386 mil reais (da Atenção Primária até a nível Hospitalar – José Maria Moares). Já a Fundação São Francisco Xavier – Hospital Márcio Cunha – tem um total geral de pendências na ordem de 28 milhões e 764 mil reais.

O Deputado Celinho do Sinttrocel avaliou como positivo o atendimento das reivindicações e lembrou que “Vivemos num período difícil, de crise, eu sei, mas não podemos deixar a população sem atendimento de saúde e hospitalar. Saio esperançoso e vamos acompanhar de perto os desdobramentos propostos.”

Buscando assegurar os pagamentos e manter os serviços de pé, o Deputado Celinho está em contato regular com os secretários estaduais de Saúde, de Governo, de Planejamento e da Fazenda e tem mantido entendimentos diretos com o Comitê de Acompanhamento de Fluxo Financeiro do Estado de Minas Gerais – que é quem, em última instância, libera recursos para pagamentos.

É público que o Estado de Minas está mergulhado num aprofunda crise financeira. As dificuldades enfrentadas pelo Governo são muitas e o cobertor é curto para atender ao conjunto das demandas e compromissos. Uma das áreas que tem enfrentado problemas é a Saúde.

Para garantir que o Vale do Aço e a microrregião mantenham o atendimento à Saúde, o Deputado Celinho do Sinttrocel vem se empenhando junto ao Governo para garantir o pagamento das parcelas devidas aos hospitais regionais.

IPSEMG também é cobrado

Também nesta quinta-feira, o deputado estadual Celinho do Sinttrocel promoveu uma reunião entre a direção do IPSEMG e representantes da Fundação São Francisco Xavier para discutirem o atraso nos pagamentos dos atendimentos realizados pelo Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga.

Presentes ao encontro, o Presidente do Instituto, Hugo Vocurca Teixeira, o Diretor de Políticas em Saúde, Cristiano Matta Machado, Gerente de Auditoria e Contas em Saúde, Lorena Quintão Alvares Morais e a gestora do Departamento de Relacionamento com o Prestador, Rejane Lemos Marques Loures.  Pela Fundação, André Luiz Nani Ribeiro, Gerente de Controladoria e Finanças, e José Carlos Gallinari, Assessor de Relações Institucionais.

Os representantes da FSFX explicaram as dificuldades vividas para a manutenção do Hospital, os constantes problemas enfrentados com fornecedores e a iminência de paralisação do corpo clínico, diante dos constantes atrasos nos repasses para a instituição.

O IPSEMG reconheceu a importância e a relevância dos serviços prestados, incluindo a adoção da nova tabela que deverá servir de parâmetro para outros convênios. Na oportunidade, Hugo Vocurca informou que foram feitos pagamentos na ordem de 400 mil reais e que o acerto com a Fundação está entre as prioridades do IPSEMG. “Sabemos o significado e a qualidade dos serviços prestados aos servidores. Por isto, fazemos questão de, dentro das possibilidades, manter nosso compromissos em dia.”

Ao relembrarem o caminho comum percorrido até aqui, o presidente do IPSEMG e os representantes da Fundação falaram do empenho decisivo do Deputado Celinho do Sinttrocel para a celebração do convênio entre o Instituto e a FSFX.

Celinho aproveitou a oportunidade para comentar a necessidade de agilização do processo de aumento do teto de 600 mil para 1 milhão e 200 mil reais garantindo ampliação e melhoria no atendimento dos serviços no Vale do Aço.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *