Cerca de 500 prefeitos estarão em protesto nesta terça-feira em BH contra os atrasos do repasse de verba

REDAÇÃO – Mais de mil lideranças – entre prefeitos, vereadores e secretários municipais – são aguardadas nesta terça-feira (21), em Belo Horizonte, para participar de mobilização promovida pela Associação Mineira de Municípios (AMM) contra os atrasos nos repasses de verbas do governo estadual. A dívida ultrapassa os R$ 8,1 bilhões, comprometendo a prestação de serviços essenciais nas áreas de saúde e educação. Até a tarde desta segunda (20), cerca de 500 prefeitos já haviam confirmado presença no protesto. A concentração será às 13h, na Cidade Administrativa, de onde parte uma carreata em direção ao Palácio da Liberdade.

Como reflexo do protesto, as atividades  estarão suspensas nesta terça-feira (21) em todas as cidades da Região Metropolitana do Vale do Aço. Em decreto, o ponto facultativo é justificado em função do estado de calamidade financeira em que se encontram os municípios de Minas Gerais. As dívidas milionárias são especialmente em relação aos repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o que pode trazer impacto até mesmo no pagamento dos professores.

Em todas as prefeituras, somente os serviços de saúde e coleta de lixo estarão funcionando normalmente.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *