Escola de Samba Império da Sede de Timóteo e Samba do Bonja brilham no Carnaval de Bom Jesus do Galho

BOM JESUS DO GALHO – O grupo de terceira idade, o Feliz Idade, tinha um encontro marcado para as dezessete horas do último sábado, na rua das Tabuinhas, local da concentração para o folia Mas, bem antes desse horário, a turma já estava lá, se arrumando para o evento. Eram dezenove horas quando o cortejo carnavalesco, acompanhado do grupo musical da cidade, o Samba do Bonja, seguiu para o varandão da praça Padre Dionísio, onde foi promovido o baile de Carnaval. A festa se estendeu até a madrugada do domingo, reunindo milhares de pessoas de todas as idades que também sambaram ao som do Grupo Show da Escola Império da Sede, de Timóteo. A agremiação reuniu 14 ritmistas e um intérprete, além de passistas e baianas.

As tradicionais marchinhas e sambas-enredo de escolas do Rio e outras de autoria própria da  Império animaram a noite do público, além de outros ritmos, como pagode e axé.

“Neste ano, diversas cidades brasileiras, fiéis à tradição de comemorar o Carnaval, não realizaram a folia por falta de recursos, como é o caso das cidades de Cataguases, Formiga e Leopoldina. Mas resolvemos driblar a crise, com criatividade e a parceria da rede municipal de serviços que se dispôs a colaborar para que a festa acontecesse”, informou a médica e vice-prefeita, Sabrina Corrêa,  fundadora do grupo de terceira idade.

O prefeito da cidade, Willian Batista de Calais, elogiou a participação da Escola de Samba de Timóteo. “Foi um prazer receber nossos vizinhos aqui. Eles trouxeram mais alegria para o nosso povo, animou nossos festejos”.

O chefe do Executivo destacou que foi desafiador realizar o Carnaval por causa da crise econômica instalada no país, “mas temos conseguido  promover eventos nas datas mais importantes do nosso calendário festivo para que não passem em branco. É muito importante proporcionar momentos de diversão para o nosso povo, promover nossa cultura”.

O prefeito enfatiza que o Carnaval da Feliz Idade é resultado da soma de esforços do grupo de terceira idade e dos departamentos municipais de Assistência Social, da Saúde, por meio do Nasf, da Cultura e Turismo e da Educação. “Se não fosse a união dos nossos colaboradores, não teríamos realizado essa festa tão bonita, que atraiu grande multidão, inclusive os idosos, que compareceram em peso na folia. Muitos deles com mais de 80 anos, como o Sr. Fisico. Aos 95 anos, ele dançou todas as músicas enquanto durou a festa”, comemorou Willian.

 

 

 

 

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *